.

.

.

.

sábado, 30 de maio de 2009

Muito ajuda quem não atrapalha

"Em 1994, duas mães de alunos da Escola Base, escola localizada no bairro da Aclimação, em São Paulo, se queixaram na delegacia que seus filhos de quatro e cinco anos estavam sendo molestados sexualmente na escola, e levados numa Kombi para orgias em um motel, onde seriam fotografados e filmados. O delegado, junto à imprensa, antecipou uma condenação dos donos da Escola Base, que só no final do inquérito, dez anos depois, foram declarados inocentes. O caso foi arquivado por falta de provas".
.

Vocês sabem o que acontecia com os acusados durante toda essa situação?
Eu achei um texto aqui na internet muito interessante sobre esse caso da Escola Base, vejam um trechinho dele:
.

"Os donos destas escolas sofreram linchamento moral, tiveram que fechar as escolas, os funcionários perderam os empregos, sofreram grave estresse, também receberam inúmeras ameaças por telefonemas anônimos, e isolaram-se da comunidade. A mídia que espetacularizou a falsa denúncia e, sem nenhuma prova, lançou manchetes reproduzidas como se fosse uma onda espalhada pelo país, terminou estigmatizando os acusados de monstros da escola, escola de horrores, que a Kombi era motel na escolinha do sexo, etc. Um comentarista do extinto programa televisivo Aqui Agora, do SBT, chegou a pedir a pena de morte aos acusados. Autoposicionada do lado do bem e justiça, a imprensa fechou os olhos para o linchamento dos acusados."
.
.

Bom. Pelo que eu sei a polícia tinha provas muito frágeis e não eram suficientes, houve também uma ausência de perícias para comprovar alguma coisa e imprudência. Mas isso é outro assunto, hoje eu quero falar apenas sobre os erros da imprensa nesses casos.

Ainda nesse texto, tem uma parte que diz que a mídia, a imprensa, induz as pessoas a construírem opiniões levianas, sendo que o papel delas é levar as pessoas à uma reflexão e análise serena diante do grave momento.
.

Pois é.

O papel da imprensa é importante na sociedade, ela ajuda, da maneira dela, que é informando, mas ajuda. Mas, falar sobre uma pessoa, sobre a vida particular dela, fazer acusações gravíssimas sem nenhuma prova, jogar uma nação inteira contra meia-duzia de pessoas, expor as pessoas ao ridículo, se isso é ajudar, esse tipo de ajuda eu dispenso, muito obrigada.

Eu acho que os jornais não devem se entrometer em casos que não estão concluídos, e muito menos tentar desvendar o caso, tentar resolver os crimes no lugar da polícia.

Custa esperar as coisas se resolverem para depois lançar as manchetes?

Custa esperar o aparecimento de provas?

Acho que para eles custa sim, custa pontos de ibope perdidos.

E a imprudência da imprensa custa o linchamento moral das pessoas que estão sendo alvos dela.
Eu acho que os jornais não devem se entrometer em casos que não estão concluídos, e muito menos tentar desvendar o caso, tentar resolver os crimes no lugar da polícia. É mais ou menos o que aconteceu no vídeo à seguir:



Em primeiro lugar, me irritou ver esse bandido se fazendo de vítima e coitadinho.
.

Bom.

A apresentadora e jornalista Sônia Abrão conversou ao vivo com o sequestrador que mantinha uma jovem no cativeiro. E não foi só ela. A produção do programa Hoje em Dia da TV Record, e a Rede Globo, também conversaram com o sequestrador enquanto ele estava dentro do cativeiro com a vítima.

E eu gosto muito da Sônia Abrão, acho ela inteligente, simpática e uma boa pessoa. Mas fazer o que só o negociador deveria fazer, foi decepcionante. Mostrou que a intenção dela era só aumentar a audiência mesmo. Não só ela, mas também as outras emissoras que conseguiram conversar com o bandido, chegaram ao cúmulo da falta de amor pela vida dos outros. Em um caso como esse, não dá para a imprensa se entrometer e fazer disso um reality show, filmando o local 24 horas por dia (pois o dia inteiro a televisão não falava em outra coisa né!).

E se eles fizeram isso alegando que o povo tem pressa de informação, é a maior mentira que eu já ouvi na minha vida, pois se o povo cobrasse toda essa rapidez de informação como eles dizem, eles não seriam criticados pelo próprio povo nesse caso do sequestro. O povo quer a verdade e serenidade.

Longe de mim culpar a Sônia e os outros jornalistas pelo desfecho trágico do caso. Mas quem não é especialista, corre o risco de falar alguma besteira e piorar a situação. Ás vezes a polícia já está seguindo com uma linha de negociação, aí aparece um leigo sem saber de nada e muda tudo. Ás vezes a polícia estava falando sobre alface, vai lá um desorientado e fala sobre tomate, e no final, sai uma abobrinha.

E a Sônia Abrão se defendeu dizendo que ela tem experiência em entrevistar as pessoas, tem bagagem, pois ela trabalha com jornalismo há muitos anos.

Só que ela não percebeu que falar com o bandido naquelas circunstâncias não seria uma entrevista qualquer, seria uma negociação. Entrevista é uma coisa, negociação é outra, e ela não é negociadora, portanto não era o momento de entrevistar ninguém, era momento de negociar, coisa que ela e as outras emissoras não deveriam ter se entrometido.

Mas no caso da Escola Base em que os acusados foram humilhados por uma população inteira, eu culpo a imprensa sim por ter lançado matérias falsas, por fazerem comentários maldosos à respeito dos acusados, sem provas.

Isso se chama imprudência.

Se querem ajudar, só o fato de não atrapalharem já é uma grande ajuda, pois como diz o título desta postagem: Muito ajuda, quem não atrapalha!
.

Pessoal, eu já ouvi um monte de gente falando sobre esse "toque de recolher para menores de 18 anos", está todo mundo falando nisso, rs. Então eu também vou dar a minha palavra sobre o assunto.

Proximo Post: Toque de Recolher
Beijinho

domingo, 10 de maio de 2009

Tudo é Marketing

Antes de mais nada, quero desejar um Feliz Dia das Mães para a dona Yara, minha mãe.

Ela é minha mãe e minha melhor amiga.

É a pessoa mais motivada que eu já vi.

Para ela não tem tempo ruim.

E não é só comigo não, ela está pronta à ajudar qualquer pessoa.

Minha mãe tem um coração enorme.

Agora à pouco eu estava lendo um blog amigo e o blogueiro dizia que a mãe dele é a melhor mãe do mundo.
.

Coitadinho! Mal sabe ele que a minha mãe é que é a melhor mãe do mundo. Rsrsrsrs.
.

E Feliz Dia das Mães para todas as Mamães!
.

Memes e selinhos atrasados, postarei todos no próximo post, viu meninas.
E desde já agradeço à todos os presentinhos, vocês são uns amores!
.
.

.
________________________________________________
.

Tudo é Marketing
.

Marketing, publicidade, merchandising, propaganda, enfim. Não sei qual é a expressão mais adeqüada à utilizar para expressar melhor o meu pensamento. E para falar a verdade eu não faço a mínima ideia sobre qual seja a diferença entre uma coisa e outra. Rsrsrs.
Mas durante todo o post eu usarei a palavra marketing. Tudo bem?
O importante é que a gente se entenda, rsrsrs.
.
"Nóis fala errado mas nóis se entendi". rsrsrsrs
.
Né? rsrsrsrsrs.
.
.
Todos os anos a televisão transmite o show de premiação do Oscar.

Há uns anos atrás eu vi um jornalista dizendo na TV, que todo aquele show , nada mais era do que um marketing dos filmes americanos.

Se a gente parar para pensar, isso que ele disse até que faz sentido porque durante toda a premiação são mostrados musicais, piadas, imitações, sátiras, somente dos filmes americanos.
Bom! Isso é apenas a opinião do jornalista e eu concordo com ele, mas não estou dizendo que essa opinião seja a correta.
.

E sabe aquele programa chamado Vídeo Show? Para mim, aquele programa não passa de um marketing das novelas e programas da Rede Globo. Nesse programa, é até mostrado reportagens de programas e novelas da Globo que não estão mais no ar. Mas na minha opinião, isso é só para disfarçar, pois a real intenção deles é fazer um marketing das novelas atuais, e incentivar as pessoas à assistirem.
.

Agora o que me deixa decepcionada é assistir um jornal, ver uma matéria séria, importante e no meio da matéria ouvir o narrador dizer que determinada novela está mostrando um caso semelhante ao caso da reportagem. Isso me leva à crer que todo aquele trabalho jornalístico foi feito com a única intenção de fazer um marketing da novela da emissora.

Isso me deixa decepcionada com os jornais e jornalistas.

Eu acho que eles deveriam fazer propagandas nos intervalos dos programas, e não no meio do jornal fazer uma propaganda disfarçada de reportagem.
.

E sobre esses programas que fazem doações para os mais necessitados?

Seria tudo marketing?
.

E quando um cantor grava o DVD de seu show e vários outros artistas participam dessa gravação. Seria amizade ou marketing?
.

Uma vez eu trabalhei com vendas de TV à cabo. E quem me deu o treinamento sobre o produto foram os próprios profissionais da empresa de TV à cabo.

E eles disseram que na televisão tudo é marketing.
.

Olha!

Sobre os programas que fazem doações de casas, móveis, dinheiro, eu acredito que isso seja um marketing para melhorar a imagem da emissora ou do apresentador, mas eu também acredito que ninguém é feito de pedra, todos são seres humanos, todos têm sentimentos. Então eu acho que os artistas se emocionam de verdade, choram de verdade e se alegram de verdade ao ajudar as pessoas. Embora eu também acredite que, como diz meu pai, os organizadores do programa usam a emoção das pessoas para conseguir audiência.
(Falando em usar a emoção das pessoas, eu detesto quando eles ficam passando o depoimento de familiares e amigos de determinado artista, fazendo homenagem à ele, não gosto de assistir isso, e na minha opinião, nesses programas sim, tem alguns artistas que forçam o choro, forçam a emoção).
.
.

Aqui no Brasil existem duas campanhas beneficentes bastante conhecidas, que são o Teleton e o Criança Esperança.

Talvez os artistas que participam do show de apresentação dessas campanhas, estejam ali realmente só para se aparecer mesmo (eu disse "talvez", não quero julgar ninguém).

Mas os "donos" das campanhas, no caso do Teleton que é o Silvio Santos e no caso do Criança Esperança que é o Renato Aragão (o Didi), eu acho que eles fazem esse bonito trabalho de coração mesmo, não acho que seja só marketing.
.

Agora eu quero falar sobre os eventos beneficentes que muitos famosos participam, fazem desfiles, usam camisetas da campanha, etc.

Eu gostaria de saber se eles cobram cachê para participar dessas campanhas.

Já que é um evento beneficente, eu acho que todo esse evento, as camisetas, o local da festa, etc; deve ter sido bancado com dinheiro de doações.

Afinal, o evento é exatamente para isso, para conseguir doações.

Se o artista cobra cachê para participar disso, aí eu acho que o único interesse dele é se promover mesmo. Mas se ele vai de coração sem querer nada em troca, apenas com a intenção de usar sua boa imagem para conseguir doações e ajudar as pessoas, aí eu acho que não deve ser marketing não, rsrs.

Não sei, rsrs.
.

Mas em relação à cantores que gravam DVD juntos, eu acho que não é amizade não viu! Isso está mais para marketing mesmo, rs.

O que tem haver Cláudia Leite com Bruno & Marrone?
E ela teve uma participação em um dos DVDs deles.

Quem não gosta de Bruno & Marrone, mas é fã da Cláudia Leite, é bem capaz de comprar o DVD deles, só para ver a Cláudia Leite e tantos outros artistas que participaram dessa gravação também.

Por isso que nesses casos, eu acho que é puro marketing, e não amizade, rs.
.
.

Voltando um pouco ao assunto dos jornais que fazem propagandas de novelas disfarças de reportagens; eu disse que eu fico decepcionada em saber que a intenção deles era só fazer marketing e não alertar, informar, ajudar a população.

Mas hoje em dia eu me pergunto se jornais e novelas ajudam em alguma coisa.
Suas influências são positivas ou negativas?

Notícias violentas, hoje existem até novelas violentas.
Ás vezes eu acho que essas informações que recebemos mais atrapalham do que ajudam.

E é mais ou menos sobre isso que falarei no próximo post.
.

Próximo Post: Muito ajuda quem não atrapalha!
BeijinhoImage Hosted by ImageShack.us