.

.

.

.

domingo, 22 de agosto de 2010

Cuidado com o crédito!

Tem gente que não tem problemas nenhum com crédito. Mas tem gente que se enrola toda, por isso temos que tomar muito cuidade com cartões, cheques, limites etc. Pois, enrolar-se com essas coisas é fácil, fácil.
A princípio tudo é uma maravilha, a gente se empolga, compra, compra, compra, mas depois vem o sufoco.
E tem banco que libera tudo quanto é tipo de crédito para clientes que estão até com o nome negativado, eles querem que a gente se enforque mesmo né! rsrs.



Beijinhos!

domingo, 18 de julho de 2010

O Culto à Malandragem

.

Aqui no Brasil parece que as pessoas sempre dão um jeito de saírem na vantagem em cima da desvantagem de outros.

As empresas são proibidas de publicar anúncios de vagas de emprego exigindo mais de 6 meses de experiência. E o que mais tem por aí é anúncio exigindo 1 ano, 2 anos, até 3 anos de experiência eu já vi. Só que tem as espertinhas que conhecem essa proibição e dão um jeito de pedir mais de 6 meses de experiência nos anúncios, de uma maneira implícita. Elas exigem experiência avançada na função, cursos em níveis avançados e formação superior completa, ou seja, é necessário bem mais que 6 meses para se adquirir tudo isso.

Essas tais "correntes" que circulam pela internet, são anunciadas muitas vezes em fóruns virtuais. Mas a maioria dos anunciantes dessas correntes fazem anúncios do tipo "Trabalhe de Produtor/Envelopador". E quando as pessoas entram em contato com os anunciantes, descobrem que se trata de "correntes".
Muitas pessoas sempre dão um jeitinho de burlar as regras, as leis. Esse é o famoso jeitinho brasileiro.
Tem uma música que eu acho a letra muito bacana:

To saindo pra batalha
Pelo pão de cada dia
A fé que trago no peito
É a minha garantia
Deus me livre das maldades
Me guarde onde quer que eu vá
To fazendo a minha parte
Um dia eu chego lá
Todo mês eu recebo um salário covarde
No desconto vai quase a metade
E o que sobra mal dá pra comer
Eu sou pobre, criado em comunidade
Lutando com dignidade, tentando sobreviver
Quem sabe o que quer nunca perde a esperança, não.
Por mais que a bonança demore a chegar
A dificuldade também nos ensina
A dar a volta por cima e jamais deixar de sonhar.

Mas eu vi o clipe dessa música no YouTube e não gostei. A música fala do brasileiro sofrido, trabalhador e tal, mas o clipe mostra um completo malandro que tem trabalho ilegal e dorme com mulher casada.
Um professor meu disse que brasileiro só leva vantagem em cima de outro brasileiro, pois nos Estados Unidos, por exemplo, as pessoas são negociadoras, bem diferentes do que cultivamos aqui, a malandragem.

Beijinho

domingo, 11 de julho de 2010

Voltei

Senhoras e Senhores ...
... voltei!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Depois de várias semanas sem computador, agora tenho um computador novinho!!!!
Já estou fazendo outros vídeozinhos bem legais e já voltei a visitar o blog dos amigos para matar a saudade. E agora é para valer, o próximo post será, "O culto à Malandragem" com um vídeo, e vou tentar colocar vídeo em todas as postagens.
Me aguardem e até logo, loguíssimo!!!!!!!!!!!!

domingo, 2 de maio de 2010

Falando sobre aquele assunto com os filhos + Pode Chorar Conrado

Pode Chorar Conrado

O líder da equipe Up foi o Conrado e ele foi demitido.

A tarefa era de criar um Pet Shop e vender os produtos em apenas 11 horas. A equipe que vendesse mais seria a campeã da disputa .

Na equipe Avant a Alessandra foi a líder e o Denny o vice-líder. Eles tiveram a ideia de ir em condomínios residenciais e pedir para o porteiro ligar de apartamento em apartamento perguntando se alguém queria comprar produtos para cachorro e gato, eles estavam dispostos até à pagar comissão para os porteiros. Mas mesmo assim nenhum aceitou ficar ligando na casa dos outros, eles têm mais o que fazer né!

Então o Denny (vice-líder) ligou para a Alessandra (líder) dizendo que não estavam tendo aceitação por parte dos porteiros. Só que aí a Alessandra disse que teria que ser daquele jeito mesmo porque não havia mais tempo de pensar em outra coisa.

Então o Denny disse:

- Eu acho que se não está dando certo de um jeito tem sim que pensar em outra coisa.

Toma líder! Ponto para o Denny!

Se está dando errado de um jeito, não podemos ficar batendo na mesma tecla insistindo no erro, precisamos encontrar outra saída.

Após isso eles foram vender boca-a-boca na rua. A Alessandra então estipulou uma meta de 100 reais em vendas.

E não é à toa que as empresas criam metas para seus funcionários, segundo elas, quando temos metas, objetivos, produzimos bem mais.

E né que com essa meta a equipe Avant vendeu bastante! Tanto é que venceram a tarefa.

A equipe Up teve a ideia de vender os produtos no parque, onde muitos passeiam com seus cães.

Mas eles faziam uma venda no estilo:

"- A senhora não quer comprar nada só para nos ajudar. Compra uma coisinha só para ajudar a gente vai".

Esse é um típico script de vendedor de doces em ônibus. Eles que tentam nos vender doces pedindo nossa ajuda para sustentar seus filhos, com o discurso de quê estão desempregados, passando necessidades e por aí vai.

Em qualquer venda o maior beneficiado deve ser o cliente. Mas da forma que a equipe Up tentava vender mostrava que o único beneficiado pela venda era a equipe, afinal, eles diziam "compra só para ajudar a gente".

É preciso mostrar quais os benefícios e vantagens que o cliente terá ao adquirir o produto, é preciso sondá-lo fazendo perguntas para saber qual a necessidade dele e ofertar o produto adequado, mas não houve sondagem, não houve foco no benefício do produto, só houve o apêlo de vendedor de balas em ônibus. Por isso o grupo Up vendeu menos.

Aí a vice-lider, a Aimeé, teve a ideia de abrir os pacotes de ração, colocou-os dentro de vasilhas no chão para os cães comerem e enquanto isso a equipe tentava vender os produtos para os donos dos cães. Só que os cães devoravam tudo e seus donos não compravam nada.

Aí o Conrado se desesperou, começou à chorar e pediu ajuda para a equipe porque ele não sabia mais o que fazer.

Foi como se todos os funcionários de uma empresa estivessem dispostos a reagir, a tocar o barco para frente, mas o patrão desesperado quisesse desistir de tudo e decretar falência.

Na sala de reunião, como sempre, líder e vice-líder se atacaram. Mas o Conrado também é do tipo bom de lábia. A Aimeé fez umas acusações à ele, e ele se defendeu mostrando que estava ofendido, fez a Aimeé até se sentir culpada pelas graves acusações que estava fazendo.

Eu também achei que a Aimeé exagerou nas acusações, mas mesmo assim o líder Conrado foi demitido.

A equipe de um modo geral o acusou dizendo que ele não deixava ninguém trabalhar livre, não aceitava as ideias de ninguém dizendo:

-Eu sou o líder. O líder aqui sou eu.

Faltou criatividade para ambas as equipes. Eu achei a ideia de vender no parque melhor que a ideia de vender nos condomínios. Acho que a equipe Up deveria ter usado um script que lembrasse as pessoas sobre a limpeza nos parques públicos, eles poderiam ter falado para as pessoas limparem a sujeira de seus cães e ofertassem então pás, essas pazinhas que se vende em Pet Shops exatamente para isso, para quem vai levar seu cachorrinho para passear poder pegar a sujeira dele.

Mas tudo bem que as coisas não são tão fáceis assim, havia vários tipos de produtos para serem vendidos, não apenas pás.

Eu que pensei que o Conrado seria um mandão e arrogante quando fosse líder, apesar das acusações da equipe, ele foi mais sensível do que qualquer outra coisa.

.

Falando sobre aquele assunto com os filhos

Hoje em dia muito se discute sobre educação sexual. A educação sexual é ensinada até em escolas.

Alguns profissionais como, educadores, psicólogos, sexólogos, enfim, profissionais de várias áreas vão na televisão dizer que os pais devem conversar sobre sexo com os filhos.

Só que fica uma impressão de quê a maneira certa de falar sobre sexo é a maneira que estão mostrando na TV.

Mas na minha opinião, os pais têm que saber o que é melhor para seus filhos e já que falar sobre sexo com eles é tão importante, que esse assunto seja dito com respeito à visão que cada família tem sobre isso. Seja uma visão espiritual / religiosa, seja uma visão conservadora, seja uma visão voltada para uma tradição de família, seja a visão da igreja, seja até mesmo a visão de um psicólogo etc.

Eu só estou querendo dizer que as pessoas devem respeitar os diferentes pontos de vista que cada um, que cada família, que cada grupo tem à respeito desse assunto. Os pais têm o direito de transmitir seus valores para seus filhos, sejam valores espirituais, sejam valores familiares, conservadores, não temos que achar que todo mundo deve olhar para o sexo da maneira que um hippie olha, da maneira que um doutor olha, e muito menos da maneira que a mídia olha.

Se o assunto for dialogado em casa, que seja sempre com sinceridade, que os pais conversem sobre isso da maneira que acharem melhor, sempre focando o bem de seus filhos e respeitando a opinião dos outros.

Próximo Post: O culto à Malandragem.

Beijinho

quarta-feira, 28 de abril de 2010

Lindo Discurso de Igualdade + Abre aspas para a Natália que foi demitida

.

Agora, todos juntos vamos fazer sinalzinho de aspas com os dedos para a líder Natália.
Vamos lá! 1, 2, 3.


Eu explico gente!
Não estou querendo menosprezar e me desfazer da Natália, mas é que em outro post eu comentei que eu não gostei da atitude dela de ter feito sinalzinho de aspas com os dedos para se referir à líder Marília que por sinal foi demitida. A Natália disse "líder" entre aspas, ou seja, ela se desfez da liderança da Marília.
E agora a Marília deve estar em casa fazendo sinalzinho de aspas também, pois a Natália foi líder na última tarefa e foi demitida. Toma!

Na última tarefa a Natália foi líder da equipe Avant. Como nessa equipe tinha mais gente que na equipe Up, a Natália teve que escolher uma pessoa para sair do Avant e pertencer ao Up, o grupo dos metidos.
E ela escolheu o Rodrigo Solano que foi a grande estrela do programa, ele foi criativo e inteligente.
Talvez ele tenha se sentido menosprezado, diminuído pela Natália pelo fato de ter sido escolhido por ela para trocar de equipe e resolveu se superar, mostrar para ela que ele é capaz, ou então ele sempre teve essa postura e a Natália que não é tão boa líder nunca percebeu, dispensando assim o melhor talento que tinha na equipe.

A tarefa era de convencer as pessoas a consumirem um novo café da Nestlé que vem com uma cafeteira (eu não entendi direito rsrsrs) e convencer que esse era um bom presente para o Dia das Mães. E eles tinham que fazer isso em um trailer na Avenida Paulista.
O Rodrigo Solano (equipe Up) teve a ideia de vestir uma fantasia de coração com o slogan "A Mamãe merece Dolce Gusto" para chamar atenção e tirar fotos com as pessoas, isso foi um grande atrativo e o principal foi que não fugiu do objetivo da tarefa.
A equipe Avant decidiu fazer um concurso cultural, com a pergunta:
"Por que a sua casa merece Dolce Gusto?"

Nessa hora eu acredito que em casa todo mundo deve ter percebido que eles fugiram do tema de Dia das Mães, pareceu mais slogan de produto de limpeza.
Gente! Esse povo nunca foi em supermercado não? Nunca entraram em uma loja? Todos os anos é a mesma coisa, se aproxima o Dia das Mães e a decoração do comercio, as promoções, são todas enfeitadas de coração, de frases carinhosas dedicadas à mães, como pode a equipe Avant não saber como se faz uma campanha de Dia das Mães, até eu que sou mais besta já sei rsrsrs.
O povo nariz empinado da equipe Up venceu a tarefa e venceu bonito!

As duas equipes também serviam café para as pessoas que circulavam por ali. Duas pessoas que trabalham na Nestlé fingiram ser pessoas comuns como qualquer outra e fizeram várias perguntas capciosas para os dois grupos só para ver se eles estavam atentos.
E isso na vida real também acontece, eu mesma já passei por isso, como sempre trabalhei com telemarketing, os representantes das empresas se fingiam de clientes só para nos testar e só no final do atendimento revelavam sua verdadeira identidade.

Para tomar um cafézinho em um dos dois trailers, era preciso entrar na fila. Na equipe Avant aconteceu uma coisa muito chata. Um senhor deficiente físico, com dificuldade de fala e de locomoção não entrou no final da fila, foi direto lá na frente. O Ramon não percebeu que ele era deficiente físico e disse que ele deveria ir para o final da fila. Então esse senhor se sentiu discriminado e falou uns monte para o Ramon, que até pediu desculpas, disse que não havia percebido que o homem era deficiente.
Infelizmente isso é mais comum do que parece. Já ouvi uma historia de quê uma mulher estava no mercado com uma criança um tanto grande no colo na fila do caixa preferencial, então a menina do caixa achou que ela estava dando uma de espertalhona e pediu para que ela fosse em outra fila, pois aquela era para deficientes. Então a mulher colocou a criança no chão e bem irritada disse: Anda filha!
E a menina não podia andar, essa era sua deficiência.

Na sala de reunião o Doria levou o Ramon para a berlinda, mas foi só para dar um susto nele para ele ficar mais esperto da próxima vez. A demitida foi a Natália.
O conselheiro disse para o Ramon que isso que aconteceu para uma marca é imperdoável.
Todo mundo comovido com as palavras daquele senhor deficiente, até o Doria se emocionou e esse foi o motivo de ter levado o Ramon para a berlinda, e o outro só pensando em marca. Ai ai.

É curioso ver como líder e vice-líder se atacam.
Um candidato à prefeito e seu vice fazem campanhas juntos, com união, um apoiando o outro, mas no Aprendiz isso não acontece. Os dois que deveriam se apoiar na sala de reunião, afinal, eles ficaram juntos o tempo todo, seria mais lógico que um defendesse o outro, no entanto eles são os que mais se acusam, os que mais discutem.

Parabéns ao Rodrigo Solano, ele foi muito elogiado pelo Doria e pela Nestlé, por isso espero que ele tome cuidado, pois o sucesso dele pode despertar e inveja dos outros.
_____________________________________
.

Lindo Discurso de Igualdade

A reserva de vagas para negros em universidades, o famoso sistema de cotas, é uma forma de discriminação, contribuindo apenas para o aumento das desigualdades, afinal, somos todos iguais e os negros pregam a igualdade, ter vagas reservadas para eles seria desigual.

Alguém discorda disso?
É lógico que a grande maioria das pessoas concordarão com o trecho acima, não temos do quê discordar.
Mas existe um grande problema de discriminação racial no nosso país, não adianta tentarmos fugir disso.
Belos discursos de igualdade não resolvem o problema.
Se por ventura alguém resolver separar os direitos das pessoas, esse grupo tem esses direitos e aquele grupo têm esses, todo mundo vai achar errado, é lógico, afinal de contas, os direitos devem ser iguais para todos pois todos somos iguais.
Mas você trata à todos como iguais mesmo? Será?
O problema é real, o problema existe, negros, deficientes, obesos, religiosos, homossexuais, etc não estão mentindo ou simplesmente exagerando, eles sofrem discriminação sim.
Você empresário que acha um absurdo pessoas terem vagas reservadas nas universidades, quantos negros têm na tua empresa? Quantos negros têm na sala de aula?

As pessoas falam como se elas respeitassem e dessem oportunidades para qualquer pessoa. Mas isso sim é mentira, pois se essas oportunidades existissem, não haveria necessidade da reserva de vagas.

O sistema de cotas separa negros e brancos em vez de tratá-los como iguais? Sim.
Mas a discriminação existe e que tal pensarmos em uma solução para isso ao invés de pensarmos que um lindo (e falso) discurso de igualdade já nos livra da responsabilidade de ajudar o próximo e lutar por um mundo menos desigual, ou achar, simplesmente, que o problema não existe.

Eu acredito que a única raça no mundo é a raça humana.
Há um problema de discriminação nas universidades em que o branco é mais favorecido, isso é fato.

Agora tem um pessoal que também é bastante discriminado, até em vídeo games já os discriminaram. Eu estou falando da periferia.




Próximo Post: Falando sobre aquele assunto com os filhos.

Beijinho

domingo, 25 de abril de 2010

Para qual patrocinador você torce? + Meu preferido foi demitido

.
Meu preferido foi demitido
.

O post será em tom de revolta, por isso me desculpem qualquer coisa, qualquer palavra áspera.
Me desculpem também caso eu agrida alguém que vocês gostam, não é minha intenção.
Mas é que meu preferido foi demitdo! Como assim? Eu preciso gritar rsrsrsrs.
Pan, meu favorito, foi demitido. E na minha opinião por um motivo fútil.

Eu me simpatizei por ele desde o primeiro episódio do programa.
Ele foi o primeiro líder da equipe Avant e teve uma liderança brilhante.
Só que agora as equipes foram refeitas e o Pan foi parar na equipe Up.
A líder da equipe Up foi a Gabriela e ela escolheu como assistente o Caio.
A Gabriela se mostrou uma líder "boa de lábia". (Deveria ser contratada para o cargo de vendedora).

Na sala de reunião o João Doria disse que ela tinha inteligência para se defender mas não teve inteligência para vencer a tarefa.
E eu já tinha percebido isso desde o momento em que o grupo Up estava reunido no quarto do hotel refletindo, conversando sobre a derrota, então a espertalhona tentou manipular à todos para não a culparem pela derrota na hora da reunião. Ela dizia coisas do tipo "é muito fácil todo mundo errar e depois chegar na reunião e culpar a líder e seus assistes etc etc etc..."

Essa é uma boa característica pois uma das características do líder é ser influenciador, mas ele deve influenciar as pessoas a atingirem os objetivos da empresa, deve direcionar a equipe no caminho certo para o alcance dos objetivos da empresa e não influenciar a todos para benefício próprio.
Na hora de influenciar todos a realizarem a tarefa da maneira correta, a Gabriela falhou e nem ela sabia qual era o caminho à seguir.

Desde o início do programa o Caio só teve cargos de liderança, ora líder - ora assistente. Vamos ver como ele se sairá quando não tiver poder nas mãos. Eu aposto que ele vai atropelar todo mundo como vem fazendo em todas as tarefas, ele age como líder literalmente, ou melhor, ele quer ser mais que o líder.

Nessa última tarefa ele reclamou tanto das meninas que só apresentavam problemas e não apresentavam a solução, disse até que as meninas ficavam ligando para “encher o saco”, reclamou tanto e nem ele apresentou solução alguma. A responsabilidade de apresentar soluções é de todos e talvez se ele criticasse menos e pensasse mais, tivesse encontrado alguma solução. Mas ele reclamou, reclamou, reclamou e agiu igualzinho as pessoas que ele criticava.

A líder não teve inteligência para realizar a tarefa.
O Caio deu palpite e atrapalhou o tempo todo.
E o Pan foi demitido por excesso de timidez.

Como sempre o paradigma da timidez. Se o Pan for realmente uma pessoa tímida a mudança de equipe justifica sua maneira retraída, e isso pode acontecer com absolutamente qualquer pessoa, até mesmo com a mais extrovertida do mundo, todos podem se sentir inseguros ao serem incluídos em um novo grupo, ou em um ambiente cheio de pessoas que você não conhece.

Só que tudo o que um tímido fizer de errado, qualquer fraqueza, qualquer falha, todos irão relacionar isso à sua timidez, como se só os tímidos fossem falhos.

Quando o Pan foi líder ele teve uma ótima liderança, inclusive ao perceber que existia na equipe uma guerrinha de egos, ele teve inteligência para identificar o problema e teve iniciativa de dar um feedback no grupo, falando (com outras palavras) para deixarem a vaidade de lado e dialogarem mais. O resultado foi a vitória da equipe.

Após a demissão do Pan eu vejo na internet várias manchetes dizendo:
“Pan foi demitido por ser omisso”.
Na sala de reunião se o Doria não comentasse suas observações a respeito do Pan, ninguém iria falar nada dele. A conversa estava focada na Gabriela e no Caio. Ninguém deu um “toque” para o Pan melhorar, logo, todo mundo foi omisso também.
Ninguém identificou problema no Pan e ninguém lhe deu um feedback para ajudá-lo, e é função do líder também ajudar a todos, manter todos motivados.
Já o Pan quando foi líder, identificou os problemas e mesmo com seu jeito baixo de falar, com seu semblante sério, teve a iniciativa de dar um feedback no grupo para ajudar a todos, para o bem de todos.

O que vale mais? Um líder bom de lábia, mas que não tem inteligência para guiar a equipe no caminho certo e toma decisões erradas, ou um líder introvertido, mas que tem inteligência para direcionar as pessoas no caminho certo e sensibilidade para perceber quais são os verdadeiros problemas do grupo e tomar as melhores decisões?

A Cristiana que é de longe a melhor conselheira que esse programa já teve dentre todas as temporadas, observou bem o comportamento da líder, já o outro conselheiro teve a velha visão “bitolada” em relação a timidez do Pan e disse que o demitiria.
As pessoas são únicas e têm personalidades exclusivas, portanto o que se aplica a um tímido não significa que possa ser aplicado em outro tímido.

Mas infelizmente, pior que ir na delegacia confessar um assassinato, é você confessar que é tímido.
Se você disser isso em uma entrevista de emprego, sua vida acaba por ali.
Os líderes falam tanto em mudança, mas eles mesmos não evoluem seus pensamentos, seus conhecimentos, sempre tomam suas decisões baseadas em conceitos pré-formados sobre a timidez.

Não concordei com o Doria quando ele disse que o Pan foi um peso na equipe, afinal em uma equipe todos devem se tratar como parceiros e não como peso.




Para qual patrocinador você torce?

Um time não tem uniforme com as cores da bandeira da cidade, infelizmente quem manda e desmanda é o patrocinador, o dono do dinheiro.
O novo patrocinador do time de vôlei Osasco faz das meninas verdadeiras garotas propagandas ambulantes. O uniforme inteiro é da cor do produto Sollys da Nestlé, e até o nome do time agora é Sollys Osasco, só falta mandarem as meninas pintarem o cabelo de laranja também. Ou seja, o time de Osaco acabou, agora a gente torce por uma marca de produtos alimentícios. Daqui a pouco até o apelido das meninas vai mudar, por pura coincidência cada uma delas tem como apelido um nome de algum produto da Nestlé e será estampado na camiseta de cada uma seus respectivos apelidos.
Ainda bem que a Nestlé não patrocina o Corinthians senão mudariam até o hino do time e então cantaríamos “Salve a Nestlé, a campeã das campeãs...”


Nunca vi o Palmeiras usando outra cor de uniforme que não seja a cor verde, mas já começou a ficar vermelha, é assim que começa, daqui a pouco não poderemos mais chamar o time de verdão.


E falando em futebol, esses dias a Soninha deu uma entrevista na MTv dizendo que os times de futebol são dependentes das emissoras de televisão, que muitas vezes os times já estão no estádio prontos para jogar, mas o início do jogo atrasa porque ainda não acabou a novela da globo.

Olha! Quem tem que vestir a camisa da empresa são seus funcionários e não nós torcedores dos times de vôlei, bastante, futebol etc, da nossa cidade.
O que mais os patrocinadores querem? Será que vão mudar a maneira de se comemorar um gol também? Muitos jogadores levantam a camisa e por baixo dela tem outra camisa com a palavra Jesus. Só falta os patrocinadores exigirem que nessa camisa de baixo esteja escrito o nome da marca em vez e Jesus.

Próximo Post: Lindo Discurso de Igualdade

Beijinho