.

.

.

.

sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

Punir ou não punir mães desesperadas?

Eu já vi várias reportagens na televisão sobre filhos que foram vítimas de crimes cometidos por suas proprias mães. É uma manchete mais triste que outra:

Mãe joga filho recém-nascido no lixo.

Mãe joga o filho recém-nascido em uma fossa.

Mãe espanca a filha de 3 anos.

Mãe afoga bebê na banheira.


E por aí vai...
.

Polícia diz que mãe jogou filha no lixo por causa da depressão pós-parto.

Eu acredito que existam mulheres que realmente sofrem de depressão pós-parto, muita gente me critica mas eu acredito até que se a pessoa não tivesse essa doença talvez ela não cometeria crime nenhum. Assim como eu também acredito que tem mães que espancam seus filhos e não estão com depressão pós-parto coisa nenhuma, eu acho que existem sim as mães desnaturadas.


Sobre o vídeo acima, só o diagnóstico vai poder afirmar se realmente essa mãe sofre de depressão pós-parto ou não. Eu não estou dizendo que ela é inoscente.
Eu pesquisei um pouco, aqui na internet mesmo, sobre o que é depressão pós-parto, vi uns vídeos no YouTube.

A depressão pós-parto é uma íra excessiva, uma tristeza excessiva e descontrole. Ela costuma ser uma raiva sufocada.

O alvo de uma mãe com depressão pós-parto pode ser qualquer pessoa, não somente seu filho.
Psicólogos dizem que sentir tristeza após o nascimento de um filho, é normal. Mas se essa situação demorar mais de um mês, é melhor procurar ajuda. A doença é séria, afinal de contas, ela faz a mãe rejeitar o próprio filho.

E agora vem a pergunta: Deve ser punido ou não?

Olha!
Eu já vi muitas pessoas dizendo na televisão que todo crime deve ser punido, independentemente de o criminoso ser doente ou não. Uma pessoa só não é punida em casos de doenças que a deixam fora de si. Mas muitas pessoas doentes cometem crimes sabendo exatamente o que estão fazendo, por isso a doença não justifica, mesmo sendo doente, ela terá que ser punida.


No caso de depressão pós-parto, eu acho que a justiça deve julgar o que achar melhor.
Agora vejam o que essas mães fizeram com seus filhos:


Mãe acorrenta filho para salvá-lo das drógas





Mãe acorrenta filho viciado em drogas


Essas mães não estão com depressão pós-parto, mas elas estão doentes. O que elas tem é uma doença chamada co-dependência.

E essa eu conheço bem porque eu tenho dependentes químicos na minha família.

Infelizmente o vício acaba contaminando todo mundo.

O que acontece é o seguinte; a pessoa que toma conta do usuário de drógas, age como babá dele e nem percebe que esse comportamento está alimentando cada vez mais o seu vício.

Ela dá banho nele quando ele chega sob o efeito da dróga ou álcool;

ela sobe o morro para comprar drógas para ele porque tem medo de que os traficantes o matem;

vira uma espécie de "secretária" cuidando de todos os assuntos financeiros e profissionais dele;

tem dificuldade em dizer "não";


vive inventando desculpas para o chefe dele, justificando as ausências no trabalho;


esconde ele dos parentes, dos amigos, etc;


e em atitudes desesperadas ela pode chegar ao extremo de acorrentar o dependente químico dentro de casa ou só trancá-lo dentro de casa para que ele não saia para comprar drógas.

Os co-dependentes deixam de viver a própria vida para viver a vida do outro e acham que só serão felizes quando o outro largar o vício.

E isso não é verdade. Nós temos que ser felizes independentemente do que acontece com o nosso pai, mãe, filho, irmão, tio, avó, primo, amigo, marido, etc, etc, etc...O co-dependente pode ser um cônjuge, pai, mãe, filho, amigo, e assim por diante...

Os dependentes químicos são manipuladores. Eles manipulam as pessoas emocionalmente quando querem dinheiro para comprar drógas. Eu conheci uma senhora que era sempre manipulada pelo seu filho usuário de drógas. E uma vez ela lhe disse não. Ele tentou manipulá-la, se fez de coitadinho, chorou, chorou, chorou, disse que tinha dívidas com traficante e estava sendo ameaçado de morte, mas ela não deu se quer um centavo para ele.

E ele saiu para assaltar as pessoas nas ruas, voltou para a casa com drógas e disse para sua mãe: Para mim a senhora morreu!

Lógico que ele disse isso em mais uma tentiva de manipulá-la.

Uma mãe agüenta uma coisa dessas?

Uma mãe que precisa dizer não ao filho senão a dróga vai matá-lo, mas sabe que esse não vai fazê-lo cometer delitos nas ruas, realmente leva-a a cometer atos extremos de acorrentar o próprio filho em casa.

Agora pensem comigo:

Se tudo que a mãe de um usuário de drógas mais deseja é ver seu filho longe das drógas, como pode essa mesma mãe subir o morro e trazer drógas para ele?

Contraditório, não é mesmo?

Essa mãe está completamente desorientada, ela precisa de ajuda.

Ela não precisa de punição, ela precisa é de INFORMAÇÃO.

As mães que apareceram nos vídeos que eu postei precisam de um acompanhamento psicológico, elas precisam aprender a como agir com dependentes, precisam aprender qual a melhor atitude que elas devem tomar em cada ocasião.

Existe um programa chamado al-anon, que é um programa para co-dependentes. Trata-se de um grupo de pessoas que se reunem para contar sobre todo o sofrimento que passam por causa dessa co-dependência. As mães dos vídeos que postei precisam ser tratadas, precisam ser encaminhadas para esses grupos de ajuda para que possam aprender a como lidar com o parente ou amigo viciado.

Elas estão errando, mas é por falta de conhecimento.

Os próprios filhos acorrentados não condenam a atitude de suas mães. Na grande maioria dos casos os filhos prestam depoimento a favor das mães.

Muitos deles até pedem para ser acorrentados, como na notícia abaixo:


Para fugir do crack, adolescente pede para ser acorrentado


"Um adolescente, de 17 anos, usuário de crack e morador da cidade de São Cristóvão (SE), pedia à mãe para ser acorrentado à cama para não comprar a droga. “Quando estava consciente, ele mesmo pedia para ficar amarrado", diz a conselheira tutelar Eloína Matos de Azevedo".


Fonte: G1

Vale lembrar que nos vídeos que eu coloquei aqui sobre mães que acorrentaram seus filhos usuários de drógas, em nenhum caso ocorreu maus tratos. As mães permitiam que seus filhos utilizassem o toillet, tomassem banho, as mães davam comida e água à eles normalmente, eles não foram espancados por elas, o único mau trato foi o fato de eles estarem acorrentados, mas isso é totalmente compreensível nessas circunstâncias.

Acorrentar o filho não resolve o problema, mas foi uma atitude de desespero dessas mulheres, foi a única maneira que elas encontraram de fazer seus filhos não usarem drógas. Elas precisam ser orientadas a como agir adeqüadamente.

Teve uma mãe em um dos vídeos que disse que prefere ver o filho acorrentado dentro de casa do que vê-lo morto em um caixão.

Pelo menos, para mim, o que ela fez não foi correto mas, foi compreensível.

É um tanto revoltante ver a justiça punindo uma mãe que acorrentou seu filho na tentativa desesperada de salvar a vida dele, e não ver a mesma justiça punindo o traficante que arranja a dróga para as pessoas e mata seus devedores.

Lógico que um erro não justifica o outro. Só porque muitos traficantes e assassinos ficam impunes, não significa que todos os outros crimes tenham que ficar impunes também. Mas mesmo assim isso me deixa meio revoltada.

Infelizmente existem mães e pais, que maltratam os filhos, acorrentam os filhos, espacam os filhos sem eles terem feito nada, esses filhos nem são usuários de drógas, muitas vezes ainda são crianças. Pais assim devem ser punidos mesmo.

Mas têm aquelas mulheres que não sabem como agir com um filho usuário de drógas da melhor maneira e acabam tomando atitudes desesperadas, impensadas.

Esse tipo de mãe eu não puniria porque eu não considero um crime

(mas, eu sei que não sou eu quem decide o que é crime e o que não é crime nesse país, rs).

Mas mesmo assim eu acho que cada caso deve ser muito bem avaliado e investigado para que não haja injustiça.

E aconteça o que acontecer, nenhum crime deve ficar impune.

BeijinhoImage Hosted by ImageShack.us

sábado, 24 de janeiro de 2009

Recolocação no Mercado de Trabalho

Primeiramente, muito obrigada a todos que me desejaram Feliz Aniversário no post anterior, fiquei muito feliz com o carinho de vocês! E no próximo post eu posto todos os memes e selinhos que eu acabei deixando atrasar.

Das empresas que eu trabalhei, apenas uma delas me pediu um atestado de antecedentes criminais antes de me contratar.

Muitas empresas fazem isso. E caso o candidato tenha passagem pela polícia a empresa não o contrata.

Eu achava que essa política da empresa era correta, nunca vi nada de errado nisso. Eu pensava que era apenas um dos requisitos exigidos pela empresa para a escolha de seus funcionários.

Algumas empresas não contratam pessoas que estão com o nome sujo, outras não contratam pessoas que são membras da mesma família, e outras não contratam quem tem passagem pela polícia. Empresas que não contratam ex-presos, para mim, eram empresas rigorosas, severas, sérias. Isso para mim era uma maneira de prevenir as pessoas a não cometerem crimes, servia para as pessoas pensarem duas vezes antes de fazer alguma coisa contra a sociedade, isso servia para condicionar as pessoas: "Não vou fazer nada de errado pois, amanhã ou depois, eu posso me arrepender e quando eu quiser trabalhar, nenhuma empresa vai me aceitar".

Era isso que eu pensava até ver na televisão as propagandas do Projeto Começar de Novo, criada pelo CNJ (Conselho Nacional de Justiça).

O objetivo da campanha é sensibilizar a população para a importância da recolocação no mercado de trabalho e na sociedade, dos presos libertados após o cumprimento de suas penas.
Isso está escrito no próprio site do CNJ, aqui.
.

O slogam da campanha eu achei muito bonito: "Ignorar é fácil. Ajudar é humano".
.

Então, como eu estava dizendo, muitas empresas ainda não contratam ex-presos. Algumas pessoas são da seguinte opinião (vou escrever resumidamente com minhas palavras):
.

- A empresa deve sim contratar pessoas com ficha suja, pois se essas pessoas não conseguirem emprego elas voltarão a cometer crimes. E se elas estão procurando emprego é porque se regeneraram, se não tivessem se regenerado não estariam procurando emprego, mas sim, cometendo crimes outra vez.
.

E outras pensam assim:
.

- Se um cidadão decidiu ir pelo caminho da marginalidade é porque bom sujeito ele não é. Provávelmente ele não será um bom funcionário porque já mostrou sua tendência a cometer fraudes e ir pelo caminho mais fácil.
.

Para mim as duas opiniões têm sentido.
Eu acho que a gente tem que dar uma segunda chance para as pessoas mesmo mas, eu só quero fazer um comentário sobre o argumento de que as pessoas voltarão a cometer crimes caso as empresas não derem emprego para elas:
.

Eu acho que nem sempre uma pessoa comete crimes porque está desempregada. Tem homens, por exemplo, que já foram presos por baterem em suas mulheres. Trabalhavam o dia todo, quando chegavam em casa batiam em suas respectivas esposas e foram presos por causa disso, afinal de contas, violência contra mulher é crime, todos sabem disso. O emprego não o impediu de cometer um crime.
.

Na propaganda diz que nós temos que nos lembrar que os ex-presos já pagaram suas dívidas com a sociedade.
.

Olha! Eu acho que pagar é uma coisa e aprender a lição é outra. Gente, eu volto a dizer, nós temos sim que ajudar e dar uma segunda chance às pessoas, mas eu estou falando essas coisas porque eu entendo também o lado das empresas em só contratarem quem tem ficha limpa. Como eu sempre digo, infelizmente a cadeia aqui no Brasil não recupera os presos, então os donos de empresas acabam ficando com um pé atrás em relação aos ex-presos.
.

Só que eu acho que tem uma maneira de driblar esse "pé atrás". Ninguém sabe o que se passa no interior de ninguém, só Deus sabe. E pelo fato de não termos o poder de adivinhar o que se passa no interior de cada um, não temos como ter 100% de certeza que a pessoa realmente se regenerou, que Deus nos deixou um sábio ensinamento: Ele nos ensinou a não julgar.
.

Vou ser bem sincera! Se eu tivesse uma empresa e fosse contratar funcionários, eu sentiria medo de conviver com ex-assaltantes, ex-contrabandistas, ex-traficantes, etc.
.

Mas para não sermos injustos com ninguém, temos que perdoar e não julgar. Se a gente não der um voto de confiança para as pessoas, não vamos contratar ninguém, né!
.

Essa campanha realmente chamou minha atenção porque, eu na minha ingênuidade, nunca tinha pensado que a decisão de algumas empresas em não contratar pessoas com ficha suja, estava prejudicando a recolocação de muitas pessoas no mercado de trabalho e na sociedade de um modo geral. Mas eu acho que a contratação de ex-presos é mais comum do que a gente imagina, porque nem todas as empresa pedem o atestado de antecedentes de seus funcionários (ainda bem que elas não ligam para isso), ou seja, as empresas contratam pessoas com ficha suja e nem sabem.
.
Ignorar é fácil. Ajudar é humano!
.
BeijinhoImage Hosted by ImageShack.us

quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

A Verdadeira Idade

Olha só que selinho bonito que eu ganhei da Sheila do Blog Eu só Quero Paz. Muito Obrigada pelo selo Sheila.





Antes de começar o post vou postar 3 memes.

MEME 1 - Sete Pecados



Esse meme quem me passou foi a Gerly do Blog Nadica Demais.
Pelo que entendi eu tenho que falar qual é a minha visão sobre os 7 pecados capitais.

1) Gula: Para mim, o guloso é aquele que come e se recusa a dividir sua comida com os outros.

2) Avareza: Para mim, o avarento é aquele que só pensa nele mesmo e se coloca em 1º lugar em todas as situações. Também considero como ausência de solidariedade e generosidade.

3) Inveja: Eu acho que o invejoso é aquele que despreza o que é dele e super valoriza o que é do outro. Ele sempre se sente inferior aos outros.

4) Ira: Mais um sentimento que gera violência.

5) Soberba: É uma total ausência de humildade.

6) Luxúria: Uma pouca vergonha e escravidão.

7) Preguiça: Medo de esforço e de tarefas que demoram muito para acabar, atividades muito longas.

.


MEME 2 - Seis coisas sobre você
.
Esse quem me passou foi a Janaína de Almeida do Blog Assuntos e etc.

Escrever 6 coisas sobre você.
.


1) Eu sou descendente de índios e escravos.
2) Sei andar de bicicleta e de patins.
3) Uso aparelho ortodôntico.
4) Sou sentimental e chorona (Mas jamais choro na frente dos outros para não acharem que eu quero chamar atenção).
5) Amo praia e rio.
6) Não gosto de filosofia de jeito nenhum.
.

MEME 3 - Oito Sonhos



E esse quem me passou foi a Andressa do Blog Entre Fotos e Beijos.


Escrever uma lista com 8 de seus sonhos.



1) Me casar (mas daqui à muito tempo).


2) Sonho com um único casamento só, que seja feliz até o fim da vida.


3) Quero investir em imóveis e viver disso.


4) Estudar Teologia.


5) Ajudar a sociedade, os mais necessitados, de alguma forma.


6) Ter uma casa de praia ou um apartamento na praia.


7) Conhecer os lugares mais bonitos do Brasil.


8) Ter uma casa linda com piscina e em um condomínio fechado.

.
.

A Verdadeira Idade
.

Dizem que gíria velha denuncia a idade muito mais que um festival de rugas. Ainda bem que eu não falo em gíria, rsrs.
A única gíria que eu falo, eu digo que não é gíria, é uma palavra que faz parte do meu sotaque, é dialeto de paulista, rsrs.
Vocês já devem saber de que gíria eu estou falando né!
É lógico!
Estou falando do MEU.
.

Todo Paulistano fala MEU.
Ôrra meu!
Nossa meu!
Fala sério meu!
Meu! Não acredito!
.

E assim por diante, rsrs. A única gíria que eu falo é essa mesmo.
.

Há uns anos atrás passava na TV um comercial do refrigerante Sukita que mostrava um homem (que não era mais nenhum mocinho) que vivia se fazendo de mocinho para paquerar as meninas. Aí ele falou uma gíria muito antiga (ele falou chu-chu beleza) e todo mundo percebeu que de mocinho ele não tinha nada, rsrs. Eu não conheço se quer uma pessoa que não deu risada com esse comercial, rsrs.
Eu até procurei o comercial no YouTube e em outros sites de vídeo mas não achei.
.

Não são só as rugas que denunciam a nossa idade, as gírias também denunciam, rsrs. Não adianta nada fazer um monte de plásticas e ficar com a pele lisinha se a pessoa não atualizar seu vocabulário, rsrsrs.
.

No programa Casos de Família o Dr. Ildo falou que todas as fases da nossa vida que, por um motivo ou outro, nós ficamos frustrados com essa fase, tempos depois elas voltam.
.

Um menino que não teve infância, por exemplo, no futuro essa infância vai voltar, aí ele vai ser um baita marmanjão casado, com filho para criar, mas não sai de perto do vídeo-game, da pipa, dos carrinhos. Ou então aquela menina que não pôde aproveitar sua juventude, no futuro ela vai ser uma senhora que adora usar roupas de adolescente e se comporta como adolescente, por exemplo, rs.
.

Lógico que não é com todo mundo que isso acontece, mas eu já tinha ouvido falar mesmo em algo do tipo. Não sei se isso é um mecanismo de defesa, ou distúrbio, ou um simples comportamento mesmo. Mas eu já ouvi falar em algo chamado regressão, que é exatamente isso que o Dr. Ildo explicou, as fases voltam.
Eu acho que as pessoas decidem regredir para as fases da vida que as frustraram.
.

E por causa disso elas não curtem sua atual fase. Os doutores dizem que é melhor curtir a nossa atual fase e o que passou, deixa pra lá!
.

Eu não tenho nada contra àquelas mulheres um pouco mais velhas que gostam de se vestir como mocinhas e também não tenho nada contra àqueles homens que gostam de se comportar como mocinhos, rsrs. E eu prefiro ter um marido que passa o dia em casa no vídeo-game do que na rua jogando bola, longe da minha fiscalização, rsrsrs.
.

Vocês devem estar pensando: Nossa, que menina ciumenta! rsrs.
.

Eu acho que as pessoas devem se livrar dessas frustrações e serem felizes. Como eu disse, eu não tenho nada contra às pessoas mais velhas que gostam de se comportar como adolescentes, mas se nada disso estiver adiantando, se mesmo assim elas continuam sofrendo; aí eu acho que elas devem buscar outra maneira de acabar com as lembranças tristes do passado, outra maneira de lidar com a frustração.
.

É possível ser poderosa sem ser tão jovenzinha assim.
Vocês já viram as notícias sobre o carnaval?
Eu vi uma que dizia que a escolha de duas mulheres mais velhas como rainhas de bateria de escolas de samba da elite do carnaval carioca é o tema de uma reportagem do jornal britânico The Times.
A reportagem está se referindo a Luma de Oliveira e a Luiza Brunet. Elas desbancaram as mocinhas e conseguiram o posto de rainha de bateria.

A reportagem eu vi aqui.
.

Viu só? Dá para aproveitar, se divertir, curtir, brilhar, sem ter que fugir da nossa atual fase.


Eu resolvi fazer esse post sobre esse assunto, não foi à toa não, foi por um motivo muito especial.
Resolvi falar sobre idade porque hoje, dia 21 de Janeiro de 2009 eu completo mais um ano de vida, rsrs.


Pois é, hoje estou ficando mais velha. Mas não me pergunte minha idade porque eu não vou falar não! rs.


Algumas pessoas já sabem minha idade, por isso eu peço encarecidamente que vocês não comentem qual é a minha idade na caixinha de comentários, porque outras pessoas podem ler por acidente! rsrs.
Tá Bom? É o presente de aniversário que eu peço para vocês, não contem a minha idade! rs

BeijinhoImage Hosted by ImageShack.us

quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

O humor que gera mau-humor

Primeiro vou postar o meme que a B. do Blog Menina Mulher me passou:
.

8 (oito) coisas que eu faria um dia antes de morrer:
.

Como é só um dia antes de morrer, ou seja, 24 horas, acho que eu faria o seguinte:

1-) Comeria bastante todas as guloseimas que eu quisesse.

2-) Tomaria banho de rio.

3-) Falaria com todos os meus amigos e amigas por telefone, e-mail, pessoalmente, etc.

4-) Abraçaria muito todo mundo da minha família e o meu cachorro.

5-) Andaria de patins.

6-) ía para alguma festa.

7-) Gastaria todo meu dinheiro, esbanjando sem arrependimentos depois, rsrs.

8-) Abraçaria minhas coisas, meu travesseiro só para sentir meu próprio cheiro rsrs.
.
.




O humor que gera mau-humor




Há muito tempo atrás, ou melhor, há anos atrás, eu vi na televisão, se eu não engano foi no programa do Jô Soares (se eu não me engano), um homem falando sobre a diferença entre ter bom-humor e ter senso de humor.




A diferença é mais ou menos assim:





A pessoa que tem bom-humor é aquela cujo seu humor está sempre bem, ela está sempre alegre ou tranqüila, enfim, ela está sempre de bem com a vida, raramente fica stressada ou triste.





E a pessoa que tem senso de humor não precisa necessáriamente estar de bem com a vida, estar de bom humor. Ter senso de humor é saber fazer humor, é saber fazer piadas, escrever comédias. Um humorista, por exemplo, é uma pessoa que tem senso de humor. Os roteiristas dos programas humorísticos, os que criam os diálogos engraçados, as piadas, são pessoas que têm muito senso de humor. E eles não precisam estar sempre de bem com a vida, rindo à toa. Eles podem ser pessoas bravas, quiétas, tímidas, sérias mas, mesmo assim elas têm talento para fazer as pessoas rirem, elas são pessoas engraçadas, falam coisas engraçadas.





Deve ser legal ter os dois, ter bom-humor e também senso de humor!





Aí sim hein! rsrsrs.





Mas uma pessoa que tem apenas bom-humor, ou seja, ela está sempre bem (ou quase sempre) pode não ter o talento de fazer os outros rirem, pode não ser uma pessoa engraçada, divertida.
Acontece! rs.


































Desde que eu me entendo por gente, que eu sempre pensei que a função de um humorista era levar alegria para as pessoas.






Vocês viram alguma alegria nos vídeos acima?






Eu não vi nenhuma, pelo contrário, eu só vi stress.






Eu não entendo esse tipo de humor que serve para causar mau-humor nas pessoas.






Deve ser muito gratificante para um humorista conseguir fazer as pessoas tristes ou irritadas se alegrarem. Mas nesse tipo de humor que a televisão anda fazendo ultimamente é completamente ao contrário. O humorista encontra uma pessoa que está aparentemente bem, está tranqüila, e a deixa de mau-humor.






Acredito eu, que há anos atrás nenhum humorista se orgulharia de fazer isso.






Têm pessoas que, na minha opinião, não fazem humor, elas apenas debocham dos outros. Têm programas humorísticos na televisão em que seus humoristas não fazem brincadeiras com as pessoas, eles apenas debocham delas e elas ficam irritadas. Ou seja, estão fazendo um humor que gera mau-humor.






Debochar dos outros, pode até ser engraçado para quem é ouvinte, para quem está assistindo. Mas ser o motivo do deboche não é nem um pouco engraçado.






Se alguém debochar de mim fazendo piadinhas em cima dos meus pontos fracos, muita gente vai rir. Mas eu não vou gostar e garanto que não vou rir nem um pouco.


Tem gente que nem liga e é por isso que quem gosta de debochar dos outros tem que fazer piadinhas com quem não se ofende com elas.


E na televisão esse tipo de humor está no auge. E o pior é que todos os dias é mostrado na TV várias reportagens de acontecimentos ruins que nos deixam revoltados, tristes, de mau-humor. E agora até os programas de comédia, programas que serviriam para transmitir alegria, estão servindo para deixar as pessoas de mau-humor também, como foi mostrado nos vídeos.


É muita cara-de-pau de alguns humoristas que ficam fazendo piadinhas com determinado artista, aí esse artista responde mal, e esses humoristas ficam dizendo:


-É brincadeira! Não sabe brincar? Você precisa ser mais humilde!


Como se todo mundo fosse obrigado a achar graça nas piadas que eles fazem.


Em primeiro lugar, brincadeira é uma coisa, deboche é outra. A brincadeira é saudável, o deboche corre o risco de ser uma coisa humilhante.


Se a platéia não riu da piada, o problema não está na platéia, mas sim, na piada.


Volto a dizer: Tem gente que nem liga em ser motivo de riso, e é por isso que quem gosta de debochar dos outros tem que fazer piadinha com quem não se ofende com elas. Como eu disse, ninguém é obrigado a rir das coisas que eu falo, ainda mais se eu estiver debochando dela, tirando sarro dela.


O deboche incomoda. Basta assistir qualquer programa de debates que você vai ver um debatedor rindo do argumento do outro, e eles fazem isso propositalmente porque quando ele dá risada do que o outro falou, ele ridiculariza o que o outro falou. É como se o outro tivesse falado uma besteira tão grande, que soou como piada que o fez rir. Isso incomoda.






Tem aquelas pessoas que utilizam o humor para fazer críticas ao governo, aos políticos. Nesse caso até que eu sou à favor, mas desde que seja algo construtivo, algo que sirva para cutucar aquele político folgado, dar um chacoalhão nele e alertar a população. Utilizando humor as pessoas entendem melhor o recado, o humor é usado até em propagandas publicitárias, pois assim as pessoas entendem e aceitam a mensagem com mais facilidade. E mesmo usando o humor para fazer críticas construtivas, para mim, também não é necessário humilhar ninguém.


Bom, embora eu esteja criticando esse tipo de humor que só serve para causar mau-humor nas pessoas, eu quero deixar claro que eu sou totalmente contra as agressões físicas, não é assim que se resolve as coisas. Nos vídeos, as pessoas acabaram descendo do salto e responderam às provocações dos humoristas com socos, tapas e bolsadas. Eu acho que nada se resolve com violência.


Mas eu percebi o seguinte:


Os entrevistados se sentiram agredidos verbalmente e responderam agredindo físicamente. Ou seja, houve agressões das duas partes.


Também quero deixar claro que esse post não é para defender celebridades não, até porque eu não conheço nenhum artista, não sou fã de nenhum deles, nunca os vi pessoalmente, nem nada; eu estou falando sobre esse humor que, acredito que, dá audiência, mas é um humor que causa mau-humor.


Senso de humor, para mim, é um talento. Conseguir fazer uma piada espontâneamente e divertir todo mundo, ter essa rapidez de raciocínio, para mim isso é um talento. Mas infelizmente tem gente que usa esse talento para causar mau-humor nos outros.


Me desculpem os fãs desses programas, mas é o que penso à respeito desse novo humor. Eu assisto pânico de vez em quando, rsrs.

BeijinhoImage Hosted by ImageShack.us

sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

Castração Química para pedófilos

A castração química trata-se de injetar hormônios femininos no pedófilo para diminuir seu desejo sexual, prejudicando drásticamente seu desempenho sexual.

Esse método é defendido em alguns países da Europa e está em discussão no Congresso Brasileiro.

O psiquiatra responsável pelo Ambulatório de Transtornos de Sexualidade da Faculdade de Medicina do ABC tem aplicado essa castração química em alguns pacientes com o consentimento deles, e ele afirma:

" Ou faço isso, ou eles farão sexo com crianças".

O pessoal lá da Comissão de Direitos Humanos afirma que a aplicação da castração química tem um empecilho legal.

A mesma lei que proíbe as penas de caráter perpétuo, também impede o tratamento degradante, cruel e humilhante. E essa castração vai contra a dignidade humana.

Legalmente o Estado não pode agir com violência igual ou maior que aquela combatida.

O coordenador da Comissão de Direitos Humanos da OAB-SP Mário de Oliveira Filho, diz que os que querem aprovar este projeto estão tentando tapar o sol com a peneira, a sociedade deve sempre desconfiar de soluções mirabolantes em sua defesa diante da criminalidade e a barbárie da castração química abriria a porta até para se discutir a aceitação legal e ética da aplicação da tortura em determinados casos, visando a confissão do acusado.
.
.

O que acabei de escrever foi um resumo do que li sobre o assunto.

As fontes foram estas:
_________________________________________________

Bom!

Eu tenho a impressão de que tem gente que sente peninha de pedófilos. Tadinho deles, né!

Lendo o texto acima, sobre tudo o que o coordenador falou, eu diria como o jornalista Datena diz em vários casos, "quero ver se ele manteria essa mesma opinião caso acontecesse com um filho dele".

Eu acho que quem considera a castração química em pedófilos uma punição muito cruel, é porque está se colocando na péle do pedófilo e se esquece de se colocar na péle da vítima. Pois, eu tenho certeza que qualquer pessoa que foi vítima de violência sexual ou tem um filho que foi vítima, considera essa castração até leve, se comparado ao que eles sofreram.

E sobre o argumento de que esse método é contra a dignidade humana, acredito eu, que à partir do momento em que o cidadão comete um crime desses, ele mesmo está jogando fóra qualquer dignidade que tinha nele. Um ser que comete esses crimes não tem dignidade nenhuma, ele não é digno de mais nada, ele mesmo foi contra sua própria dignidade.

Eu acho que a Comissão de Direitos Humanos deve trabalhar em pról dos humanos, só que um pedófilo, um estuprador, é desumano. Ele age desumanamente o tempo todo.

Eles não deveriam ter tantas proteções da lei assim.

Será que nós cidadãos de bem teremos que começar a agir desumanamente para sermos protegidos pela lei também? Afinal, ás vezes sentimos que os criminosos são mais protegidos pela lei do que nós.

Eu particularmente não considero essa castração uma punição cruel. A Comissão de Direitos Humanos considera cruel sim.

Pode até ser! Eu não sou especialista em nada, eu não sei de nada.

Mas uma coisa eu sei:

-Se um pedófilo for castratado, será por causa de um crime gravíssimo que ele cometeu. Ele estará sofrendo as conseqüências por uma coisa que ele fez, pelo crime que ele cometeu. Já a inoscente vítima, vai ficar traumatizada pelo resto da vida, vai sofrer as conseqüências psicológicas dessa violência pelo resto da vida, sem ter cometido crime nenhum.

Se a vítima vai sofrer com a lembrança dessa violência pelo resto da vida, não vejo nada demais em uma punição para o pedófilo que dure pelo resto da vida também.

Será que isso é pagar na mesma moeda? E como já foi dito no começo, o Estado não pode agir com violência igual ou maior que aquela combatida.

Olha! Se o problema for esse, não há com o que se preocupar, pois, o pedófilo, o estuprador, não estará pagando na mesma moeda, nós não estaremos agindo com violência igual ou maior que aquela que ele cometeu, afinal de contas, não há nada que pague, não há nada que se compare a gravidade desse pedófilo em abusar de crianças indefesas e ainda por cima ameaçá-las de morte para que elas não contem para a família o que aconteceu.

Essa castração serve para impedir esse cidadão de fazer mais vítimas.

Infelizmente, a cadeia no Brasil não recupera ninguém, todo mundo sabe disso!

É uma pena, deveria recuperar. Dizem até que os nossos presídios são Faculdade de Bandido porque o sujeito entra lá como um ladrão de galinhas e sai um assassino profissional, sai como chefe do tráfico.

Então, quando um estuprador sai da cadeia, quem garante que ele está recuperado? Se ele estiver castrado, mesmo que ele queira, ele não vai conseguir mais estuprar ninguém.

É lógico que eu sou 100% à favor de tratamentos psiquiátricos para criminosos. E esse tratamento deve servir para fazer o criminoso aceitar sua nova realidade. Ele tem que ficar ciente de que perdeu a liberdade de fazer sexo porque usou o sexo para fazer o mal, para fazer violência.

Para finalizar, eu quero dizer que a população já está cansada de não ver atitude nenhuma, por conta de alguns que dizem que "querem tapar o sol com a peneira".

Qualquer solução apresentada a nós, dizem que estão tentando tapar o sol com a peneira. E no final, nada é feito.

Na tentativa de diminuir a violência, em 2002 o prefeito da cidade de Diadema decretou que todos os bares e todos os estabelecimentos que vendiam bebidas alcoólicas fechassem suas portas às 23:00 hs.

Os donos dos bares e os freqüentadores dos bares, reclamaram, reclamaram, reclamaram. Adivinha qual era o argumento deles?

Eles argumentavam que não ía adiantar nada, isso não resolveria o problema, o prefeito estava tentando tapar o sol com a peneira.

O prefeito não deu ouvidos e os bares começaram a fechar suas portas às 23:00 hs e continuam assim até hoje.

Sabe qual foi o resultado?

Uma diminuição de 50% dos homicídios na cidade.

Números nada baixos. Diadema que já foi considerada a cidade mais violenta do país, conseguiu reduzir pela metade o número de assassinatos. Realmente não resolveu o problema, mas ajudou e ajudou muuuuuuuuuuuito.

Nas eleições de 2008 eu votei em um candidato que disse que faria a mesma coisa aqui em São Bernardo. Inclusive ele foi eleito por causa disso.

Diziam que a lei seca era uma tentativa de tapar o sol com a peneira. Sempre dizem isso.
Até quando?

Já que a castração química não vai funcionar pois, é apenas mais uma tentativa de tapar o sol com a peneira, então nos mostre outra solução, outro projeto. O que não dá para continuar é com essa falta de atitude.

O que vai funcionar então?

Senhores do Congresso, pelo amor de Deus, nos mostre logo um projeto eficaz, não podemos mais tolerar tantas crianças sendo violentadas.
.
Fonte sobre Diadema: Álcoolismo.
.
.


Eu não me sinto segura para afirmar que a castração química é um método eficaz, muito menos afirmar que vai resolver o problema. Mas uma coisa eu digo com todas as letras:

Eu não acho essa punição cruel e para mim não há nada de errado em impedir um estuprador de estuprar.
.
.
Você considera a castração química uma punição muito cruel para quem violenta crianças sexualmente? Você a considera uma barbárie assim como a Comissão de Direitos Humanos considera?
BeijinhoImage Hosted by ImageShack.us

sexta-feira, 2 de janeiro de 2009

Caixa Aberta - Feliz 2009

Ôba! Estou muito feliz de ter começado 2009 já ganhando selinhos!

No post anterior eu postei o selinho "Amuuh" que a Sofi tinha me dado, só que a Anna do blog Amuuh me passou o mesmo selinho primeiro que a Sofi e eu esqueci de postar. E a Teca do Blog Tudo que há de Bom também me passou o mesmo selinho "Amuuh", entenderam? rs.


Regras:


-Postar o selinho em seu blog, tendo consciência do propósito de Promover uma confraternização entre blogueiros, homenagem à seus trabalhos. / -Dizer de quem recebeu. / -Repassar a 'Declaração' para outros blogs (quantos quiser) que você realmente queira declarar o seu amor por tão belos trabalhos. / -Deixar link do homenageado, sem esquecer de avisá-lo. / -Postar as regras.

Image Hosted by ImageShack.us

Eu repasso esse selinho para todos que estão me visitando neste exato momento.
_____________________________________

A Anna do Blog Amuuh me passou também o selinho Adoro o seu Blog.

"Um selo é muito importante para as pessoas saberem que você lê e adora o blog que lê, até porque, ninguém te obriga a entregar selos para blogs de quem você não gosta"

Regras:

-O selo tem o propósito de promover uma confraternização em blogueiros, homenagem à seus trabalhos, por isso, não posso obrigar ninguém a nada, isso é apenas uma homenagem pelo seu ótimo trabalho. / -Dizer de quem recebeu, dar o devido crédito a pessoa que te passou, né? / -Se você quiser passar pra mais alguém, não vai esquecer de avisar a pessoa. / -Depois você pode fazer o que quiser com o selo. / -Postar as regras.

Image Hosted by ImageShack.us

Eu também passo este selinho para todos que estão me visitando neste exato momento, rs.


Caixa Aberta - Feliz 2009

Quando compramos algum produto, seja ele um par de sapatos, um eletrodoméstico, um objeto de decoração, enfim, normalmente ele vem embrulhado em um saco plástico e depois é colocado dentro de uma caixa, principalmente eletrodoméstico.

Se não tirarmos o produto de dentro da caixa, ele permanecerá intacto. Passará o tempo e ele se manterá novinho em folha (lógico que isso vai acontecer se a gente preservar a caixa muito bem em um lugar adeqüado).

Para mim, as mágoas funcionam da mesma maneira.

Quando uma pessoa magoa nosso coração, ou se alguma circunstância da vida magoa nosso coração, nós precisamos desabafar com alguém. Esse alguém pode ser um amigo, um parente, alguém de sua confiança. O importante é colocar para fora toda a mágoa e não mantê-la guardada dentro da caixa chamada coração.

Assim como um eletrodoméstico dentro de plásticos e de caixas permanece intacto mesmo com o passar do tempo, as mágoas que a gente guarda e não expõe à ninguém, também permanecerão intactas mesmo com o passar do tempo. A dor ainda estará com a mesma intensidade do dia em que te magoaram.

Para tirar um liqüidificador de dentro da caixa o que é preciso?

É preciso abrir a caixa em primeiro lugar.

Então, abra a caixa chamada coração para a tristeza sair.

Abra o coração!

Segredos, é lógico que todo mundo tem. Não estou falando para a gente sair por aí contando nossa vida para todo mundo. Mas se você sente em teu interior que precisa desabafar algo; faça isso. Coloque para fora tudo que te sufoca.

O tempo nem sempre apaga as mágoas, pois depende da maneira em que você as embrulhou. Se elas estão fortemente embrulhadas e guardadas, só quando você as desembrulhar que o tempo poderá apagá-las.

Tem uma música muito bonita que diz assim:

"Fala com carinho com Jesus.

Conta à Ele toda tua dor.

E se alguma lágrima rolar nos olhos teus,

uma a uma Ele enxugará."

Desejo que em 2009 todos os que se sentem sufocados encontrem alguém para desabafar e deixem em suas caixas apenas coisas boas!

BeijinhoImage Hosted by ImageShack.us