.

.

.

.

quinta-feira, 25 de setembro de 2008

Dor

Antes de falar sobre ‘dor’ vou postar o desafio que o Gustavo Giudicelli do Blog Ainda Mais do Mesmo me passou e depois vou agradecer e repassar o selinho que a Nina me deu.
Desde que criei meu blog esse é meu primeiro desafio.

* Escolher uma banda ou cantor(a);
* Responder às perguntas abaixo usando os títulos das músicas do artista escolhido;
* Escolher alguém e repassar a "corrente".
Artista:Sandy e Júnior
1. Você é homem ou mulher? A Gata.
2. Descreva-se: Bicho Preguiça.
3. O que as pessoas acham de você? Inesquecível.
4. Como descreveria seu último relacionamento amoroso? Como um Flash.
5. Descreva sua atual relação com seu namorado ou pretendente: A gente dá certo.
6. Onde queria estar agora? Com você.
7. O que pensa a respeito do amor? Imortal.
8. Como é sua vida? As quatro estações.
9. O que pediria se pudesse ter apenas um desejo? Pra dançar com você.
10. Escreva uma frase sábia: O amor nos guiará.

O selinho Fiquei Apaixonada pelo teu Blog quem me deu foi a Nina do Blog Ilusões da Nina. Olha que selinho mais fofo.
E eu tenho o selo Fada do Blog e repasso para os seguintes blogs:

Image Hosted by ImageShack.us

Blog da Polly (www.pollyok2.zip.net)

Dor
Uma medica deu uma entrevista à um telejornal e ela disse que a dor é um fator muito importante para a saúde. A dor nos ajuda a manter a boa saúde, ela nos avisa que algo não está indo bem.
A dor nos manda parar de fazer algo. Por exemplo: Se eu fechar a mão e começar a dar pancadas na parede, minha mão começará a doer e por causa disso eu vou parar de dar pancadas na parede. Na verdade a dor que senti na mão veio para mandar eu parar de bater na parede antes que eu me machucasse para valer, antes que abrisse uma ferida, ou antes até que eu quebrasse algum osso da mão né!
Eu já percebi que quando eu como muitos alimentos gordurosos ou muito doces, eu sinto dor de cabeça. Então, eu paro de comer. Essa dor de cabeça que sinto vem exatamente para me mandar parar de comer mesmo, antes que eu destrua meu fígado (rs).
Enquanto estamos com dor paramos de fazer coisas que prejudicam nossa saúde pois, ficamos ali parados, quietinhos, até a dor passar. Se um brinco está fazendo nossa orelha doer, nós tiramos o brinco para parar a dor. Se não tivéssemos sentido a dor na orelha não saberíamos que aquele brinco estava nos prejudicando e poderia até inflamar nossa orelha mas, a dor nos avisou que algo estava errado antes que o pior acontecesse.
Eu achei isso tudo interessante e fiquei pensando à respeito das dores emocionais. Será que a dor emocional tem a mesma função que a dor física?
Por exemplo a dor da saudade; ás vezes a saudade dói tanto né! Talvez essa dor esteja mandando a gente ir atrás da pessoa que está nos causando tanta saudade, tanta dor.
Têm relacionamentos que causam muita dor para a pessoa. Uma mulher traída sofre demais, é uma dor muito grande também. Essa dor pode estar vindo para dizer:
-Chega de ser traída, larga esse homem e pare de sofrer!
Ou:
-Perdoa ele e não toca mais no assunto.
Ou dizer:
-Parte para outra, esse relacionamento já acabou, goste de quem gosta de você.
Nós mulheres também sofremos muito quando nos sentimos feia. A dor que sentimos deve estar mandando a gente parar de se achar feia. Quando nos valorizamos e paramos de nos sentir feias, a dor vai embora.
É muito gostoso matar a saudade mas, e se a pessoa já for falecida? A dor da perda vem para que paremos de ficar pensando na pessoa que já se foi, ela manda que nos alimentemos de pensamentos alegres do tipo, “ele está em um lugar melhor agora”, “aonde quer que ele esteja, ele está feliz”, “ele não gostaria de me ver triste”, etc. Temos que nos livrar da dor da perda também porque têm maridos que quando a esposa falece, semanas depois ele falece também pois, não conseguiu superar. E têm pessoas que são muito jovens, com uma vida inteira pela frente então, elas precisam superar a dor e tocar o barco, quanto antes melhor.
E quando sofremos uma derrota na nossa vida profissional, a dor não serve para que fiquemos nos lamentando, ela nos impulsiona a lutar mais e mais até sentirmos o "gostinho" da vitoria em vez de dor.
Eu acho muito mais fácil a gente se livrar de uma dor física do que de uma dor emocional. Mas, a dor surge para nos ajudar, precisamos identificar qual é a causa da dor e nos livrar dessa causa. Ficar alimentando dor pode gerar depressão, distúrbios, doenças. Tem uma frase bastante conhecida e, para mim, essa frase é uma realidade, é aquela que diz assim: “A dor é inevitável. O sofrimento é opcional”.

(Ta vendo? Quando vocês sentirem dor de barriga, dor de cabeça, ou até dor de dente, é porque vocês estão comendo muita besteira, parem de comer rsrs).
BeijinhosImage Hosted by ImageShack.us

segunda-feira, 22 de setembro de 2008

Meu Amigo Terapeuta

Tem uma frase que diz que "de psicólogo e louco todo mundo tem um pouco".
Quem nunca consolou alguém com palavras né? Ou já deu um chacoalhão em alguém, um puxão de orelha e conseguiu fazer a pessoa reagir?
A gente serve de psicólogo ás vezes! E ás vezes consideramos algum amigo, alguém querido como um psicólogo pois, desabafamos com ele, contamos nossos problemas e gostamos das palavras que ele nos diz. Tem amigo que é praticamente nosso terapeuta.
Eu me lembro que em meu último ano na escola, no último dia de aula, eu estava triste, chorosa e meu amigo perguntou porque eu estava daquele jeito e eu respondi que eu estava triste porque nunca mais eu iria ver muitas daquelas pessoas da escola. Então, ele me disse que isso aconteceria comigo durante a vida toda. Isso que ele me disse me conformou afinal, ele me fez entender que aquela não foi a primeira e nem será a última vez que pessoas sumirão da minha vida para sempre.
Uma amiga minha foi demitida do emprego, (a gente trabalhava juntas) e ela começou a chorar. Então eu tentei consolá-la dizendo que aquilo não era o fim do mundo, milhares de pessoas são demitidas diariamente em alguma parte do mundo (rs).
Aí outras pessoas que estavam por perto começaram à dizer:
- "Isso é normal, eu já fui demitido 3 vezes".
E outras pessoas começaram a concordar dizendo que também já foram demitidas de outros empregos, dizendo que isso acontece.
E né que a minha amiga começou a se sentir bem melhor depois de ouvir todas essas palavras!
Quem nunca emprestou o ombro para alguém que estava sofrendo de amor?
Quando uma pessoa nos conta sobre um problema que ela está passando, nós, que não estamos passando pela mesma situação, conseguimos enxergar esse problema de uma outra maneira, por um outro ponto de vista e por isso conseguimos ajudar. E vice-versa.
Você já serviu de psicólogo para alguém? E você tem aquela pessoa especial, pode ser até alguém da família, que sempre te escuta, aquela pessoa que você sempre desabafa com ela, sempre chora no ombro dela? Você se lembra de algum caso em que tuas palavras ou teu ombro amigo conseguiram ajudar uma pessoa? E você tem alguém que vive desabafando com você e que adora as tuas palavras, teus conselhos?

Minha amiga Lane do Blog Mulher de Fases me presenteou com o Selo Leila Diniz
A breve história de Leila Diniz foi como um terremoto a sacudir os usos e costumes da sociedade brasileira – especialmente nos anos 60, quando ela se transformou no maior ícone da liberdade feminina. O mundo ouvia rock’n’roll, o Brasil irradiava a bossa nova e Leila desafiava, enfrentava, estimulava e divertia os brasileiros com atitudes e simbolismo. Como atriz, tornou-se musa do embrionário cinema novo, movimento que propunha o rompimento dos padrões estéticos adotados até então – com base forte no modelo hollywoodiano.
Homenagem a quem vive a frente de seu tempo! Com inteligência, bom humor e ousadia. Livre, até para errar. Sem medo de ser feliz. Espalhando alegria e carinho. Enfim, àquele que é protagonista da sua própria história!! E esse alguém é você!!!

Arrasou esse selinho, adorei. Obrigada Lane!


BeijinhosImage Hosted by ImageShack.us

quarta-feira, 3 de setembro de 2008

50 - Festa!!! É Pic - É Pic - É Pic

Hoje estou fazendo um post em comemoração à minha quinqüagézima (50ª) postagem. Foram 50 assuntos abordados, falei sobre tantas coisas, sobre machismo, amizade, trabalho, aborto, felicidade, pena de morte, amor, política, comportamento, liberdade, pirataria, falei até sobre virgindade, traição, superação, racismo, alcoolismo, fiz enquete no meu blog entre outros assuntos.
O selinho abaixo é o convite para a minha festinha e eu passo esse selinho para você que está lendo o meu post neste exato momento. Toda a Blogosfera é convidada para a minha festa.

Image Hosted by ImageShack.us

Antes de assoprar a velinha do bolo da minha festa vou fazer um pedido como manda o figurino. Como a festa é virtual vou fazer um pedido virtual: Eu desejo que o número de comentários nos meus posts dobre e eu sempre tenha assuntos para postar!


Image Hosted by ImageShack.us

ASSOPREI...

Image Hosted by ImageShack.us

APAGOU!!! Êêêêêêêê...

Image Hosted by ImageShack.us

Eu resolvi fazer um sorteio para escolher à quem eu entregaria o selinho do primeiro pedaço de bolo. Eu sorteei todos os que estão na minha lista de blogs e quem fica com o primeiro pedaço é a Lane do Blog Mulher de Fases. O selinho acima eu passo para ela.

Agradeço todos os comentários recebidos durante esses 50 posts e ainda em comemoração eu republicarei um texto que foi muito elogiado pelos visitantes que é o texto sobre 'Aceitação' eu o postei no dia 3 de Julho de 2008. Foi o post que eu mais recebi elogios!

Agora vou abrir os presentinhos que ganhei em comemoração a este Dia. O selinho "Eu recomendo esse Blog" eu ganhei da Márcia dona do Blog Aprendendo com Deus. E o selinho "Blog Massa" eu ganhei do Felipe dono do Blog Conectou.

Vou repassar esses selinhos no proximo post. Muito Obrigada pelos presentes e obrigada à todos que compareceram a minha Festa!!!

Republicação doTexto: Aceitação
É muito difícil conviver com o que não gostamos. Mas, por que não gostamos? É preciso identificar esse motivo para que possamos aceitar a nós mesmos. Nós não aceitamos a aparência que temos por que os outros não acham bonito? Nós nos olhamos com os olhos dos outros então?

A discriminação dói, ela magoa, entristece. As nossas diferenças devem ser motivo de orgulho mas, as ofensas contra nossas características físicas, as transformam em motivo de vergonha. Quando uma pessoa é freqüentemente zombada, humilhada, ridicularizada em público, ela pode ter seqüelas dessa situação para o resto da vida, como por exemplo, ela pode perder a confiança em si mesmo, ter a auto-estima baixa, entre outras seqüelas que podem surgir. As pessoas gostam de cabelo liso, cintura fina, ceios "avantajados", nariz reto e fino, barriga "tanquinho", olhos claros, orelhas pequenas, testa pequena e celulite zero. Por isso quem não se enquadrar neste conceito de beleza, infelizmente, vai ser motivo de zombaria, vai ouvir que seu nariz é assim, é assado. Orelha disso, orelha daquilo. Cabelo de alguma coisa. Se formos altos demais ou baixos demais, gordos demais ou magros demais, seremos motivo de chacota. Resumindo; querem um corpo perfeito. Perfeito aos olhos deles que gostam de zombar dos outros né, pois para mim não existem feições feias, existem feições diferentes umas das outras. Mas, todo mundo quer ser igual para não ser humilhado. Todos querem estar no padrão.Quem tem dinheiro para mudar sua aparência faz milhares de tratamentos, plásticas e passa a vida inteira presa nisso. E quem não tem condições passa a vida inteira sofrendo, frustrado (a) e não se aceitando.
Eu vejo dessa maneira: - É tudo uma questão de moda. Ninguém tem características feias, elas simplesmente não estão na moda. Eu me lembro que antigamente considerava-se feio mulheres com seios grandes, elas eram até complexadas, sonhavam em diminuir o tamanho dos seios. Hoje todo mundo quer aumentar os seios. Hoje todo mundo quer aumentar o tamanho dos lábios, que há pouco tempo atrás quem tinha a boca carnuda era chamada de beição (essa eu falo por experiência própria rs), antes ninguém achava bonito, hoje todo mundo acha lindo.

Se de repente uma mulher com seios pequenos fizer o maior sucesso, as outras mulheres vão correr para as clínicas de cirurgia plástica para retirar o silicone.Isso mostra que as pessoas que modificam sua aparência são pessoas que se olham com os olhos dos outros e se comparam aos outros.Seguir padrão de beleza é uma tremenda de uma falta de autenticidade.
Nós não precisamos que os outros nos achem bonitos. Ou precisamos? Para quê? Não devemos ficar nos comparando a ninguém. Se os olhos azuis daquela moça são lindos, os meus olhos negros ou orientais também são. Se o cabelo liso daquela moça é bonito, o meu cabelo encaracolado também é.Ficar se comparando aos outros, querer ser igual aos outros, só nos faz sofrer. Buscar ser magra igual a vizinha, amiga, irmã, atriz, enfim, só nos traz sofrimento, nunca nos traz alegria porque é uma busca que não termina.
Portanto, antes de tomarmos a decisão de modificar alguma característica de nosso corpo devemos pensar: - Aqueles que tanto riram e nos ridicularizaram, é exatamente essas mesmas pessoas que queremos agradar. Queremos que elas gostem da gente, da nossa aparência.Será que vale a pena? Acho que essas pessoas não merecem nosso sacrifício, afinal a vida inteira elas só fizeram a gente não gostar da gente mesmo. Só fizeram a gente odiar a gente mesmo e não nos aceitar. E ainda queremos agradá-las? Elas não merecem.

Eu sou assim: - Não admito mais piadinhas a meu respeito. Não admito mais humilhações. Me chateou, me ofendeu? Eu viro a cara. E essa pessoa para mim morreu. Eu respeito todo mundo e exijo respeito em troca.

Com essa atitude, eu não estou perdendo amizades, eu estou vendo quem são meus amigos de verdade, quem realmente me respeita.

Lógico que essa atitude radical não é a mais indicada mas, de qualquer forma, todos que se incomodam com piadinhas e se sentem humilhados devem encontrar uma maneira de conscientizar as pessoas, de que "comigo ninguém mexe mais".Todo mundo me fala que eu não aceito brincadeira, e eu não aceito mesmo. Quando um humorista faz uma piada e a platéia não ri, não é que a platéia não sabe brincar, o problema está no humorista que não sabe fazer piada. E eu acho que toda vez que alguém não aceitar uma brincadeira minha o problema está em mim e na piada que eu fiz. Vai ver, a piada não é uma piada aceitável. Ninguém é obrigado a rir ou a gostar do que eu falo.Outra coisa; quando alguém te ofender, deixa entrar por um ouvido e sair pelo outro, jamais deixe entrar no coração. No coração só coisas boas, ok?
Uma coisa que eu aprendi, é que ninguém é 100%.Por mais que a gente trabalhe nossa mente ou nosso emocional para nos aceitarmos, nunca chegaremos a perfeição. Sempre teremos algo que vamos tentar mudar. Quando alguém vai buscar tratamento para mudar algum probleminha emocional, como por exemplo, timidez, agressividade, etc. Ela consegue melhorar muito mas, nunca será 100%. Ainda terá situações que a deixem tímida ou agressiva.É absolutamente natural não aceitarmos algum defeito, seja ele físico ou defeito de caráter. Cuidar do cabelo, da pele, das unhas, toda mulher sabe como isso faz bem para gente e melhora o nosso humor. O que determina se eu me aceito ou não me aceito é a quantidade. Fazer plásticas no nariz, na boca, usar lente para mudar a cor dos olhos, fazer lipo, colocar silicone em tudo quanto é lugar do corpo e fazer isso tudo sem limites, está na hora de eu parar para pensar, tentar me livrar dos "traumas" que me fazem sofrer e me libertar da opinião dos outros.

Existem cinco dicas que eu procuro seguir diariamente:

* Nunca se compare a ninguém.

* Nunca se olhe com os olhos dos outros.

* Nunca deixe uma ofensa entrar no teu coração.

* Não preciso que ninguém me ache bonito (a).

* Só aceite elogios a teu respeito.



Beijos à Todos!

segunda-feira, 1 de setembro de 2008

49 - BlogDay 2008

Blog Day 2008

Site do BlogDay http://www.blogday.org

Olá pessoal, ontem dia 31 de Agosto o Blog do Cris
Palavras ao Vento, o Blog Super Dicasss e o Blog da Teca Tudo que há de Bom me indicaram para o BlogDay 2008

O que é o BlogDay?
BlogDay foi criado na convicção de que os bloggers deverão ter um dia dedicado ao conhecimento de novos blogs, de outros países ou áreas de interesse. Nesse dia os bloggers recomendarão novos blogs aos seus visitantes.

O que acontecerá no BlogDay?
Durante o dia 31 de Agosto, bloggers de todo o mundo farão um post a recomendar a visita a novos blogs, de preferência, blogs de cultura, pontos de vista ou atitude diferentes do seu próprio blog. Nesse dia, os leitores de blogs poderão navegar e descobrir blogs desconhecidos, celebrando a descoberta de novas pessoas e novos bloggers.

Como vocês perceberam o dia do Blog foi ontem. Eu só estou postando hoje porque eu não sabia da existência do BlogDay mas, agradeço ao Cris e a Jaque pela indicação, fiquei extremamente feliz, visitem o blog deles. Não vou indicar os 5 blogs porque já passou o dia do Blog e se eu pudesse ficar indicando blogs para o BlogDay quando eu bem quisesse não teria porque escolher um dia específico para o dia do Blog, não é verdade? Tem que ser no dia correto (31 de Agosto). Agora não dá mais (rs) me perdoem, ano que vem eu prometo que não perderei esse dia.



Nota sobre o post anterior: Sobre o post anterior, atualmente eu trabalho por conta (Saí da corrida dos ratos. Quem já leu o livro 'Pai Rico, Pai Pobre' vai entender sobre essa corrida) portanto, não há risco de eu perder o emprego, não se preocupem comigo não (rsrs) mas, eu agradeço. Podem ficar tranqüilos que eu não vou me mandar embora não (rs). E eu usei o exemplo do tempo de pausa lanche apenas como exemplo mas, no post eu estava reclamando do Sindicato e o Sindicato não podia me mandar embora.
Ganhei o Selinho Este Blog me faz Viajar do Blog da Dany Mundo da Dany.

Image Hosted by ImageShack.us


Beijos à Todos!