.

.

.

.

sábado, 6 de fevereiro de 2010

As Cheias de Opinião


Há tempos atrás a mulher não tinha vóz na sociedade, mas hoje ela tem, e usa e abusa disso.
As apresentadoras de TV que o digam, elas são todas cheias de opinião!

Mas eu imagino que ninguém queira ir em um programa de televisão para ficar tomando "patada" de apresentadora.
Algumas delas me passam a impressão de que querem que suas respectivas opiniões prevaleçam sempre, pois contra-atacam as opiniões de todo mundo. Não basta apresentar, elas querem debater também.

Têm certos programas de auto-ajuda em que a pessoa que participa vai em busca de uma solução para seu problema particular, então eu imagino que essa pessoa esteja disposta a acatar tudo o que a apresentadora diz. Isso quer dizer que a apresentadora tem o direito de dar "patada" no participante, pois ele se propôs à isso, rs.
Porém, além da apresentadora frequentemente tem um psicólogo para opiniar e a platéia pode opiniar no caso apresentado também. Apresentadora, platéia e psicólogo opinando no mesmo problema para resolvê-lo.

Já que em um programa como esse muitas pessoas podem dar seus pitacos para resolver o problema apresentado, é legal que o convidado tire suas próprias conclusões.

Imagine se apresentadora, psicólogo e platéia entram em conflito e queiram impôr suas opiniões?

O programa acaba virando um ringue. E com briga ninguém resolve nada, por isso é tão importante respeitar o espaço do outro.

Agora se a apresentadora querer discordar de todo mundo e querer mostrar que só ela está certa, aí fica difícil né!
.
Umas falam demais e outras de menos.
Gente! Que maldade o que o Rafinha Bastos postou sobre a Daniela Albuquerque no Twitter dele há um tempo atrás:



Eu gosto da Daniela, ela está começando agora né gente!
.

Só que a minha mensagem hoje é muito mais do que ficar "fritando" apresentadoras que eu imagino que sejam cheias de fãs, talento e dinheiro.

Eu falo à respeito de uma dinâmica sobre "engolir sapos" que eu participei. Acho que muita gente já deve conhecê-la.

O professor pediu para que a turma se dividisse em dois grupos. Tímidos de um lado e Extrovertidos do outro. Eu sou tímida e fiquei, portanto, no grupo dos tímidos.

Então cada grupo bolou perguntas para fazer, um ao outro.

Um representante do grupo dos extrovertidos leu uma pergunta para o meu grupo.

Nós então respondemos e eles tiveram direito à uma réplica, porém, nós tímidos não tivemos direito à tréplica, tivemos que ficar calados.

Na nossa vez de ler a pergunta foi a mesma coisa, eles responderam, nós tivemos direito à réplica e eles não tiveram direito à tréplica, tiveram que "engolir" nossa resposta calados.
E assim seguiu a dinâmica.

Ao final disso tudo, tinha até gente discutindo lá fora sobre as perguntas, afinal de contas, não tivemos o direito de falar tudo o que queríamos.

O professor explicou que essa dinâmica é para mostrar que é muito bom a gente se expressar, dizer nossa opinião, mas às vezes na vida é preciso "engolir sapos". Principalmente no trabalho que nosso chefe dirá coisas que teremos que engolir. Não podemos ficar batendo boca com o chefe toda hora.

Cada grupo teve seu tempo de 'falar', mas no tempo de 'ouvir' muita gente queria discutir, não queriam ficar calados e "engolir" a resposta do outro. Lógico que não é necessário concordar, mas sim, ouvir e respeitar.
Só que parece que as pessoas só ficam satisfeitas quando a última palavra é a sua. Todo mundo quer ser o último a falar para ficar com a sensação do tipo "acabei com ele" ou "calei a boca dele".
Querem se sentir o "Bam-Bam-Bam", o "cheio de personalidade".

Embora essa dinâmica tenha sido voltada ao trabalho, eu a levei totalmente à minha vida pessoal.
Antes eu batia boca com meus pais, com as minhãs irmãs. Hoje eu coloco minha opinião e escuto o que os outros têm à dizer sem ficar rebatendo o ponto de vista deles.

Senão a gente fica em um bate-rebate, bate-rebate, bate-rebate, que não acaba nunca.

Eu penso assim: Minha opinião eu já falei, já estão cientes do que penso, agora vou deixar que eles falem também, sem contrariá-los, apenas respeitando.

E depois disso, minha relação com a minha família, que não era uma relação ruim, está ficando melhor ainda, Graças à Deus!
.

Que bom que hoje a mulher pode se expressar, mas não podemos achar que a última palavra tem que ser sempre a nossa. Já sabemos que a mulherada tem opinião, tem personalidade, mas vamos ser ouvintes também. Eu acho que o legal é ouvir a opinião do outro, sem permitir que essa opinião interfira na sua.
.

Eu via esse respeito no programa "Casos de Família" quando era apresentado pela Regina Volpato. Agora ele é apresentado pela Cristina Rocha e eu ainda não assisti mas eu sei que ela é muito divertida, eu me lembro quando ela apresentava o "Alô Cristina". Mas a Regina deixava os convidados se explicarem, deixava a platéia falar sem dar "patada" na resposta dos outros, deixava o psicólogo falar, sem ficar discordando de cada letra que ele dizia e no final ela também passava sua própria mensagem aos convidados.

E para mim, no final das contas, quem dava um show de opinião era a platéia.


Próximo Post: Ônibus?
Beijinho

21 comentários:

Mikaelly Flor disse...

Realmente são cheias de opnião, não sei como elas tem audiencia o suficiente para manter o programa, vai entender!
Amei o blog Juliana, estou te seguindo'

Beijo e um ótimo final de semana!

Carlos disse...

hehehe,legal que gostou do texto Juh.
nossa detesto esses programas ai de cima.arrgg :P

Mary disse...

Acho esses programas de uma baixaria total, acredito que isso que faz aumentar a audiência.O povão gosta...hehehehe
Bom fim de semana
Bjs

disse...

Subscrevo a tua opinião. Por acaso o meu pai sempre nos obrigou a ter de escutar os outros, a tentar perceber o ponto de vista deles, mesmo q não concorde, o que acaba por me deixar stressada quando os outros não me respeitam nesse sentido, o que às vezes prefiro calar-me e deixar que digam asneiras!
Quanto a reporteres, lembro-me de uma vez, uma professora minha, nos dizer que Bom jornalista/reporter é aquele que numa entrevista não opina, não tem "lados", o certo é que isso não acontece, o que me faz mudar logo de canal!!! Detesto quando quero ouvir a opinião do entrevistado até ao fim e já tá a jornalista a interromper e a opinar!!~
Bejinho

Mandy disse...

Tem pessoas que é complicado discordar do ponto de vista, pois não aceitam. Ouvir a opinião dos outros muitas vezes nos ajuda a melhorar atitudes, mas para isso tem que haver respeito e não cada um querendo impor seu ponto de vista, mas sim expor.
Gostei do blog
Sigo-te!

★тєcα★ disse...

Eu gostava muito do programa Casos de Familia quando a Regina apresentava, ela era calma passava serenidade para os convidados e para os telespectadores, a Cristina também é uma boa apresetadora mas é muito despojada, fala muita bobagem já vi o programa ser chamado de barraco de familia, inclusive lembra muito o antigo pragrama da Márcia do SBT dos anos 90, mas cá pra nós amiga já é um tanto vergonhoso a pessoa resolver um problema pessoal na TV agora levar patata de apresentadora ai ninguém merece!Parece até que elas pensam assim:Veio se expor então aguenta!!!

Beijinhos!!!

Marinilce disse...

Adorei a postagem.
Saber ouvir é uma virtude maravilhosa que devemos cultivar a cada dia.


Como diz no salmo: "falar quando é hora de falar" " calar quando é hora de calar".
Há tempo para tudo.

Bjos!

Tegani disse...

É ... não sou muito fã desses programas , acho que são muito exagerados. Muito fingimento talvez, pode ser só minha impressão mas ... enfim. Gostei do assunto.

E obrigada por ter comentado no meu blog. Beeeeijo

Estou seguindo.

Sagesse disse...

Olá!

Olha, vc sabe a história da Daniela Albuquerque? Dê uma olhada. Ela fez a Luisa Mell ser mandada embora da RedeTv por espeito, inveja... Não a acho nem um pouco admirável.

Gostei dessa dinâmica. Difícil é segui-lá.

Beijos.

Sagesse disse...

Olá!

Olha, vc sabe a história da Daniela Albuquerque? Dê uma olhada. Ela fez a Luisa Mell ser mandada embora da RedeTv por espeito, inveja... Não a acho nem um pouco admirável.

Gostei dessa dinâmica. Difícil é segui-lá.

Beijos.

pah disse...

Nunca assisti esses programas, mas saber que as mulheres estão cada vez mais conquistando seu espaço é muito bom, e quanto ao engolir sapos eu ta]rato mais como a tática do "sorria e acene", se outra pessoa tem uma opinião diferente e é cabeça dura, não vai valer nada peder tempo discutindo.

Katia disse...

Concordo, Juliana, tem que haver uma troca e com muito respeito pois somos únicos com opniões diferentes. Sou cristã-evangélica e tenho várias amigas com outras religiões e há respeito, isso é lindo em qualquer relacionamento. Qdo na mídia isso deveria seguir como exemplo para as pessoas aprenderem a respeitar e respeitar-se...sei que muitas pessoas são pagas pra irem lá inventar que tem determinado problema, que não é tão real como parece. Então, acredito que é mais pra quem assiste do que quem esta lá. Claro, que cada caso é um específico e temos que respeitar, como as aprensentadoras. Já imaginou, começar a ser uma apresentadora e só ser criticada, não queria estar na pele deles...bjs.

Jullyane disse...

Obrigada pela visita, Priscila, fique à vontade para voltar quando quiser, viu?

Também não gosto desses programas de auditório que relatam crises existenciais das pessoas, geralmente explorando a dor alheia e muito pior, de pessoas humildes e até mesmo ignorantes. As apresentadoras desses programas chegam até mesmo a serem sensacionalistas. Uó.


Mas é difícil emitir opiniões, porque todo mundo tem a sua e quem somos nós pra nos autoproclamarmos certos, não é mesmo?

Beeeeijos!

Fê Colcerniani Justo disse...

Nossa, esses programas são interessantes! De vez em quando vejo o da Marcia, morro de rir... A verdade é que as pessoas estão tão perdidas e tão sem amizades verdadeiras, que precisam levar um chaqualho de um estranho em rede nacional... E ainda ser obrigado a ouvir oq a platéia tem a dizer da sua vida... Bem, não serve pra mim. Mas acho um bom programa de comédia.! hahahaha

Deni Maciel disse...

haha mas juntou as 3 q eu menos gosto
só faltou a xuxa
ai
kkkkkkkk

agora dxa eu ir q jah jah vo teruma oversoe de picadas de pernilongo.

alias mudando de pato pra ganso
e pode ser o ganso do santos....
só duas coisas desgaradaveis...

meu time q perdeu.
ainda com gol que o rogerio ceni foi empurrado por um homem invisivel..
ou tava pulando carnaval num sei

e o calor.
é tanto q já posso participar de uma são silvestre no deserto do sAara!
*-*

um abraço e feliz dia da revolução portuguesa
quando todas as mulheres...ora poix cortaram seus pelos do suvaco e tiraram seus "vigódis" e gritaram...:
PORTUGAAL MUDOU-SE

Raquel disse...

Olá. Sou Katrina e estou passando para retribui a visita. De muito com gosto e clareza. Parabéns msm.

εїз ViViAn ★ Sbrussi /(",)\ disse...

(")>.(")>  

( ,,)( ,,)

ﻷﻣﻷﻷﻣﻷﻷﻣﻷﱞﻷﻣﻷﱞ Olá amiguinha!!!

vim ver as novidadessssss!



Nãσ đigαмσs "ηãσ", ηεм "ημηcα мαis"

  ηãσ đigαмσs "sεмρrε" σμ "jαмαis"

  đigαмσs, siмρlεsмεητε: "αiηđα"!

  Ąiηđα ησs vεrεмσs μм điα

  Ąiηđα ησs εηcσητrαrεмσs ηα εsτrαđα đα viđα




  Ąiηđα εηcσητrαrεмσs α ρσμsαđα,

  σ αfετσ αlмεjαđσ, α gμαriđα

  Ąiηđα ђαvεrά τεмρσ đε αмαr, sεм мεđσ,

  τσταlмεητε... iηfiηiταмεητε...

  Sεм τεr мεđσ đε ρεđir, đε iмρlσrαr, σμ cђσrαr




  Ąiηđα ђαvεrά τεмρσ, ραrα sεr fεliz ησvαмεητε

  Ąiηđα ђαvεrά τrisτεzα, αiηđα ђαvεrά sαμđαđε

  Ąiηđα ђαvεrά ρriмαvεrα, σ sσηђσ, α qμiмεrα




  Ąiηđα ђαvεrά αlεgriα, αρεsαr đαs cicατrizεs

  Ąiηđα ђαvεrά εsρεrαηçα, ρσrqμε α viđα αiηđα

  έ criαηçα... ε αмαηђã sεrά σμτrσ điα!





(autor desconhecido)



Uma ótima semaninha...


...................ღViViAn\\(^_^)// Sbrussi




εïз¯`*._εïз_.*´¯εïз_.*´¯εïз¯`*._εïз_.*´¯εïз_.*´¯εïз

Karen Kremes (Karkr Napon) disse...

Olá Juliana!
Obrigado pelo comentário, amei, que bom que gostou do Jesus Adrian Romero ;D

Muito interessante seu post, embora, pra mim a TV sempre foi e sempre será uma enganação. Essas mulheres "cheias de opinião" nada mais são que apresentadoras em busca de sucesso às custas de alguma polêmica e usam o povo ingênuo como massa de manobra para isso, afinal, o Boris Casoy também é "cheio de opinião" e todos sabemos do triste episódio de dias atrás daquele que sempre "defendia o povo"... Tudo isso não passa de enganção e golpe publicitário, sabemos que a TV sempre tem a mesma opinião: tudo por mais IBOPE.

Grande e forte abraço
Deus abençoe
Karen Kremes (Karkr Napon)

Simples assim... disse...

Ju, a midia impõe demais as coisas, cabe a nós usarmos nossa sabedoria para filtrar e julgar o q nos convem... ótimo post!!!!!

Emmy S. disse...

fala sério, tem programa que vira baixaria! eu não sou muito fã dessa galera que enfrenta programas de auditorio com psicolo e plateia sugerindo como agir ou como resolver, acho que quase nenhum caso deve ser resolvido direito nesse tipo de programa...
acho que deveria ser uma coisa mais educada e com um espaço para cada um dar a sua opinião, não ficar julgando ninguém... "um fala e o outro escuta!"

Consultora Educacional disse...

Gosto muito dos artigos do seu Blog. Quando for possível dá uma passadinha para ver meu Curso de Informática online. Emily Nascimento