.

.

.

.

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Toque de Recolher

.
Olá Pessoal!
Conforme eu prometi no post anterior, no dia 03 de outubro (de 2009) eu visitei sim os blogs, mas ficou faltando alguns, e eu só pude visitá-los esses dias.
Eu não fiquei todo esse tempo sem postar propositalmente, não houve um momento em que eu pensei "agora vou dar um tempo com o Blog". Não aconteceu isso.
Tudo foi fluindo naturalmente, eu fui ficando sem postar e quando me dei conta já estava há vários meses sem aparecer por aqui.
.
O assunto já está "batido", ele não se encontra mais em seu auge, mas comentarei mesmo assim.
Já ouvi gente dizer que a prefeitura está fazendo o que os pais deveriam fazer, passar ordens para os filhos chegarem mais cedo em casa kkkk.
.
O que eu tenho à dizer sobre o toque de recolher para crianças e adolescentes é muito simples.
Eu morava numa cidade do interior e essa medida já existia por lá.
Eu acredito que não se tratava de uma lei municipal, mas tratava-se de cultura local.
Cidade de interior não é violenta (pelo menos a cidade em que eu morava não era, Itariri é o nome dela, rs) , então no final da tarde, eu gostava de ir brincar, jogar bola, andar de bicicleta em alguma pracinha ou em algum campinho com as minhas amigas.
Quando nós voltávamos para casa já era mais de 22 horas. E eu me lembro que uma vez uma amiga disse: "vamos logo porque criança só pode ficar até 10 e meia na rua".
E já aconteceu de algumas vezes um guarda nos abordar (quando já era tarde da noite) e perguntar o que nós estávamos fazendo na rua e onde estava nossos pais. Então a gente se explicava e ele mandava a gente ir para casa.
Só isso!
Ele não prendia ninguém, não colocava ninguém dentro do camburão, nada disso.
E na cidade ninguém reclamava disso, era algo normal. Não sei se a cidade tinha uma lei sobre isso, eu acredito que era realmente um costume da população.
.
Eu fico pensando no motivo que deixa a cidade pequena tão tranquila e livre de violência. No interior eles fecham os bares mais cedo, eles têm o toque de recolher para crianças e adolescentes, e tantos outros hábitos diferentes dos hábitos da cidade grande.
Não seriam esses hábitos que deixam as cidades pequenas tão seguras? Lógico que a pouca população é o principal motivo da falta de violência, mas eu acredito que esses costumes também ajudam.
Implantar costumes de cidade pequena em cidade grande, talvez ajude! (ou não, kkk)
.
Pelo que fiquei sabendo, as cidades que adotaram o toque de recolher para crianças e adolescentes conseguiram uma liminar na justica (portanto não estão fora da lei) e também estão de acordo com o ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente) que em seu artigo de número 15, determina que crianças e adolescentes têm direito à liberdade de ir e vir, "ressalvadas as restrições legais".
Além do mais, crianças e adolescentes poderão sim ficar até tarde na rua, porém acompanhadas pelos pais ou responsável (até onde eu sei a lei era assim, rsrsrs).
.
Lógico que não se muda a cultura de uma cidade de uma hora para outra. Eu não imagino esse costume na cidade de São Paulo. Acredito que a população não iria gostar e nem aceitar.
Cada cidade com sua cultura.
Que medidas sejam tomadas em benefício da população, mas lógico, respeitando a cultura dela.
.
Próximo Post: A Exilada
Beijinho

19 comentários:

Marinilce disse...

Oi Juliana!
Que bom que voltou. Senti sua falta.
Obrigada pela visita ao meu blog e pelo comentário.

Chamou-me atenção em seu post, a questão de crianças e adolescentes ficarem na rua até tarde, acompanhada dos pais.
Seria um sonho isso!
Onde eu vivo os filhos menores ficam na rua sozinhos e mais tarde que os pais. Um descontrole que não vejo como mudar, porque rola bebidas, drogas, que eles compram facilmente porque quem vende quer vender e/ou vive disso.
Confesso pra você que tenho até medo desses menores. Mas isso é normal na cidade grande.
Não tenho conhecimento por aqui de algum lugar, nem em pequenos lugarejos onde haja toque de recolher. Ao menos que o tráfico assim o faça.
Adquiri uma casa na região dos lagos, num local mais discreto e mais sossegado. As pessoas se recolhem mais cedo por lá, mas acho que é porque não há iluminação pública apropriada nas ruas. Ainda assim, minha casa já foi arrombada 02 vezes em menos de 06 meses. Tive que pôr grades em tudo e continuo investindo em segurança.(Na realidade ainda é de veraneio. Gostaria de viver nela, mas é muito mais longe de onde eu trabalho). Quem o fez deve saber quando tem gente em casa ou não ou quem vive ou vai esporadicamente.

Mas isso Jú, acontece em qualquer lugar.
Semana passada entraram na casa de uma prima e levaram eletrodomésticos de manhã, na hora que ela estava na Igreja.

Mas acredito sim na paz. Acredito que ainda existam lugares que se possam viver em paz, sem medo, sem pesadelos à noite e que se possa andar com bolsa à mão durante o dia. Enfim, realizar as atividades normais de qualquer ser humano.

Linda semana pra você.
beijão,
Marinilce.

Andressa disse...

Que bom que voltou!!!!!!!!!!
Estava com muita saudade das suas opiniões.
Aqui onde moro é no interior de SP mas ainda assim é uma cidade de médio porte, percebo algumas diferenças entre a amizade que as pessoas tem uma com as outras e o preconceito que tem com pessoas muito diferentes.Fóra isso, tudo igual.

Lia Honorato disse...

Que bom que vc voltou!Fiquei muito feliz.Concordo plenamente com a prefeitura.Há muita violencia por aí e todo cuidado é pouco.Enquanto o governo não se conscientizar que a segurança é alma do negócio devemos nos precaver.
Seja bem-vinda,Ju!

Lia disse...

ah, agora que eu vi um comentário seu de séculos atrás.

vim mesmo só agradecer.
é sempre bom receber um elogio :)
:*

Oscar Menezes disse...

Ju...
A questão da segurança pública é muito complexa e embora eu tenha achado a medida da prefeitura muito rígida, eu concordo quando se trata de uma cidade como São Paulo.
É absurdo você ver adolescentes de 15 ou 16 anos virando a noite na balada e a total omissão dos pais no assunto.
Esse tipo de medida não vai resolver o problema da violência, mas chegamos ao ponto em que infelizmente o governo deve tomar medidas porque os pais simplesmente estão omissos.
Prefiro mesmo é a cultura local, como você disse. Lembro-me de um caso parecido com o teu. Meu pai é de uma cidade mineira chamada Francisco Dumont (o paraíso na terra, rsrsrs). Um dia, viajando por lá, aos 10 anos, o guarda me abordou à noite e me levou para casa. Sem a dureza dos policiais de São Paulo... me levou, conversou, brincou comigo...
Nada como a boa educação do interior...
Bjos.

Prof. Sergio Ricardo disse...

Concordo ipsis literis com o que escrevestes sobre o toque de recolher, a análise sobre essa questão tendo como princípio uma pequena cidade do interior. Entretanto, penso que o ser humano deve ter seu livre arbítrio e saber discernir o que pode e o que não pode fazer, isso evitaria que o PODER PÚBLICO estabelecesse regras para o ser humano. Mas se foge do controle, tem que utilizar outros artifícios. Pais, na grande maioria, não tem controle dos filhos. abraço

disse...

Olá, interessante ete assunto do recolher, que tenha acontecimento aqui em Portugal, desde que existo nunca houve toque de recolher.
Só espero que o novo post não demore tanto tempo para sair.
bejinho

disse...

Ah também gostei do novo look do blog~.
Bejinho

Carla disse...

Muito bom seu texto ,questionador.Acredito que a a 'diferença' da cidade do interior ,para os grandes centros ,está no fato do interior ,manter as tradições de família ,a cultura local aliadas à educação. A vida agitada das grandes cidades ,a exaustiva rotina de trabalho dos país contribui para que estes tornem-se permissívos ,assim muitos jovens e crianças perdem um pouco a noção de limites .O poder público tem obrigação de buscar soluções para amenizar a violência ,claro que de uma forma significativa.

Bjo!!

Miguel disse...

Primeiro que tudo, dizer que fiquei feliz pelo seu regresso e por continuar a partilhar connosco as suas postagens sempre tão interessantes. Aqui em Portugal não existe nenhuma lei nesse sentido, quer em cidades grandes como nas pequenas. Não sei até que ponto será justa, própria de uma sociedade que se pretende livre e democrática, mas concerteza que tanto aqui como aí no Brasil, popular ou não, faria diminuir a criminalidade e a violência. Existe muita gente aqui falando mal das leis, regras e normas, e até da polícia, como se tudo nos estivesse controlando, restringindo a nossa liberdade. Eu acho que uma sociedade sem regras seria uma anarquia completa, porque muitas pessoas pensam que o direito de fazerem o que bem quiserem pode passar por cima dos direitos dos outros, pela falta de respeito pelos seus semelhantes. Pessoalmente concordo com algumas dessas leis, com todo e qualquer esforço feito no sentido de garantir a nossa segurança e a dos nossos filhos. Um abraço.

DE VEZ EM QDO VENHO AQUI disse...

Pois é JU, o ECA, PRECONIZA A LIBERDADE DO ADOLESCENTE E DA CÇA, PORÉM, OS PAIS, NA MAIORIA DAS VEZES NAO IMPOEM LIMITES, E OS JOVENS SE PREVALECEM DISSO, TB CONCORDO COM VC, PENSO Q SE AS GDES CIDADES ADOTASSEM CERTAS MEDIDAS, A VIOLENCIA DIMINUIRIA, MAS A PRINCIPAL MEDIDA SERIA EDUCAR CERTOS PAIS Q PENSAM Q QM DEVE EDUCAR É SOMENTE A ESCOLA E TAL, NAO DAO LIMITES AOS FILHOS,POR ISSO Q HJ EXISTEM TANTOS DELINQUENTES...ESSE ASSUNTO É MUITO POLEMICO,DARIA UM DEBATE,KKKK
BJ JU, NAO SUMA, VC FAZ FALTA!!!

«*G@bi*» 웃☆웃 disse...

Falta! Bom senti falta dos teus posts...
Uma dúvida de onde é a cidade que vc se referiu? Bom eu acredito que seja uma questão cultural que vem de berço. A população de hoje...digo pessoas até mesmo da minha idade confundem liberdade com libertinagem... o q fere bastante alguns principios de noção e bons costumes... Minha opiniao é reeducação. Como vc mesma disse impor talvez não resolva..e em algumas cidades com vc citou (SP) que é uma cidade que não para...parece ser impossível.


Quanto ao meu Post... agora surgiu a nova lei do inquilino... Mas alguns propietarios aki me alegaram que "essa lei nao vai pegar em Londrina" detalhe... parece que a lei é uma especie de virus de gripe...q vc pode ou não pegar...afff ...mas tudo vai passar!!!!! (assim espero)

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Primeiro, seja bemvinda nesse retorno. Fez falta. Complexo o que falou. Eram outros tempos, eu morava numa cidade porte médio, 170.000 habitantes + ou - e ainda assim era tranquiila. Houve uma liberação geral que foi confundida com bagunça, libertinagem e isso não é só pra crianças,adultos também. O estatuto da criança é necessário, mas ele peca, não permitindo que a própria lei ou mesm os pais possam corrigir ou por regras. Como você disse: O policial dizia, 'vá para casa1',a gente ia e não era por medo,era uma cultura geral. Ou os pais marcavam hora e eram atendidos. Numa boa,era u mtempo mais seguro sim.As pessoas se respeitavam mais e reespeitavam os mais velhos também. Beijos. Parabéns

Catarino disse...

Vim agradecer sua visita e comentário no meu blog.
Abraço

Deni Maciel disse...

é
uma medida q jah tomam em alguns lugares
e é até eficaz...

q bom q voltou

tdo bm por ai ?
aah participa da minha primeira promooção lá no meu blog ?
o premio num é lá 'grandis' coisa mas...
ótima quinta quase FDS.
e feliz dia da caneta hermafrodita...por fora é vermelha..mas quando vc escreve..sai tinta azul *-*

Fui...

Amanda Paula disse...

Obrigada pela visita em meu blog, a gente realmente precisa amar cada cantinho da nossa casa. Eu me mudei há 1 mês e agora que estou experimentando como é ter uma casa só sua, do qual você escolhe cada objeto, até mesmo a lixeira (que eu comprei a pouco tempo rs), e como esses objetos precisam combinar com sua personalidade...
Toque de recolher eu não aceito muito não sabe, acho que os pais são responsáveis pelos seus filhos, porque senão a justiça que acaba sendo, igual ao tema da TV, o que deve ser assistido ou não por crianças e adolescentes, mas realmente em mts cidades interioranas existe a cultura, o que daí torna as coisas um pouco diferentes!
Bjs e tenha um excelente dia!

DREAMS disse...

Ola Juliana,

Passei para agrader a visita e comentario deixado no meu blog :-)


Beijos
Ana

Karen Kremes (Karkr Napon) disse...

Olá, Juliana!
Obrigado pelo comentário, amei;D

Muito legal a foto título do blog, hehehe. Interessante o post e bem polêmico, sinceramente pra mim é ótimo um toque de recolher para crianças e adolescentes, claro, como você mesma disse será difícil para a população de SP se acostumar com tal hábito, mas creio que é mais segurança não só para jovens como também adultos.

Grande e forte abraço
Deus abençoe!

Simples assim... disse...

Q bom vc aqui de volta!!!! É ju, a coisa vai muito além..... pelo menos aqui em SP além de ser imposivel esse toque de recolher, os problemas q causam a violencia são muito mais profundos..... acho q só explodindo essa cidade!!!!