.

.

.

.

sábado, 28 de junho de 2008

14 - Nada além

Nada além
Nada além de uma ilusão
Chega bem
E é demais para o meu coração
Acreditando em tudo que o amor
Mentindo sempre diz
E vou vivendo assim feliz
Na ilusão de ser feliz
Se o amor
Só nos causa sofrimento e dor
É melhor
Bem melhor a ilusão do amor
Eu não quero e não peço
Para o meu coração
Nada além de uma linda ilusão
Nada além
Nada além de uma ilusão
Chega bem
E é demais para o meu coração
Acreditando em tudo que o amor
Mentindo sempre diz
E vou vivendo assim feliz
Na ilusão de ser feliz
Se o amor
Só nos causa sofrimento e dor
É melhor
Bem melhor a ilusão do amor
Eu não quero e não peço
Para o meu coração
Nada além de uma linda ilusão

2 comentários:

bukólicos alkólicos disse...

E uma das coisas mais fascinantes sobre o amor é a sua incerteza e a constante capacidade de renovação... Liberdade ao amor!

Polêmica, to curtindo seu blog!

alvarêz dewïzqe disse...

mesmo que nos cause infortúnios, não há como viver sem amor...
SEM AMOR, SEM GLÓRIA!

belo poema.